Reproduzindo via Spotify Reproduzindo via YouTube
Saltar para vídeo do YouTube

Carregando o player...

Scrobble do Spotify?

Conecte a conta do Spotify à conta da Last.fm e faça o scrobble de tudo o que você ouve, seja em qualquer app para Spotify, dispositivo ou plataforma.

Conectar ao Spotify

Descartar

Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Biografia

  • Anos de atividade

    2002 – até o momento (16 anos)

  • Local de fundação

    Cuiabá, Mato Grosso, Brasil

Vanguart é uma banda de formada no ano de 2002 em Cuiabá, Mato Grosso, Brasil pelo vocalista e violonista Helio Flanders.

Fazendo um autoral e de refinado gosto musical, a Vanguart conseguiu em curto espaço de tempo chamar a atenção de diversos setores da mídia especializada em música com seus shows contagiantes, onde a performance da banda ao vivo seria o ponto-crucial para se entender a proposta do grupo e perceber a força contida em canções como “Semáforo”, “Cachaça” (que concorreu aos VMB’s 2006/07 nas categorias Clip Independente e APOSTA MTV), “Para Abrir os Olhos”, Hey Yo Silver” e “Last Express Blues”, entre outras.

A banda lançou seu primeiro cd oficial, “Vanguart”, encartado na revista Outracoisa, edição de agosto. Esse lançamento teve uma boa repercussão em 2007, visto o burburinho que os “garotos de Cuiabá” armaram na mídia com apenas 02 eps lançados de forma totalmente independente e tendo como grande suporte, o bom uso da tríade: Internet, festivais independentes e show agitados.

O álbum homônimo “Vanguart” chamou bastante atenção da mídia em 2007, onde podemos destacar algumas citações importantes:

- Revista Rolling Stone: 3 estrelas e meia para o álbum, além de eleger “Semáforo” e o álbum “Vanguart” entre os 25 melhores de 2007;

- Jornal Folha de São Paulo: 4 estrelas (nota máxima) e o álbum foi listado com um dos melhores de 2007;

- Jornal Estado de São Paulo: 5 melhores álbuns do ano – “Vanguart”.

- Folhateen: perfil com Helio Flanders, melhores independentes de 2007.

- Guia Folha: melhor show de 2007

- Site programa Alto-Falante (Rede Minas/TV Cultura), Tramavirtual e MTV: 2º melhor álbum do ano – “Vanguart”.

- Site Scream&Yell: melhor álbum independente de 2007 – “Vanguart”.

- “Semáforo” - eleita melhor música independente do ano (Scream & Yell, Site MTV).

- “Cachaça” – a canção foi indicada ao VMB 2007 na categoria Aposta MTV

Em 2008, a Vanguart se prepara para dar início a sua nova turnê, agora com o primeiro álbum nas mãos, sucesso de público e crítica, dispostos a apresentar as novas canções em inglês, português e até espanhol além de seu novo show, que vem cheio de surpresas e canções inéditas.

É hora de pegar a estrada e mostrar o cd da Vanguart para todos.

Vanguart

Clipping

“(…) De Cuiabá (MT), o excelente Vanguart vem causando assombro por onde quer que passe. O vocalista Hélio Flanders, 22, tem tudo para entrar na linhagem dos grandes cantores de rock. Na dele, pequeno e tímido, Flanders explode no palco. No CD, expõe um vocal atormentado (entre português, inglês e espanhol) que lembra Thom Yorke e Rufus Wainwright, e não esconde a nobre influência de Bob Dylan. Ouvir Vanguart é embarcar numa viagem ao universo mítico da contracultura e dos beatniks dos anos 60. É um percurso que começa no clima de cidades interioranas empoeiradas em direção às luzes da cidade grande. Bandas sem vergonha de ser românticas e até meio épicas, como o Vanguart, andavam em falta no cenário brasileiro. Não perca.(…)” Bruno Yutaka Saito – Folhateen (10/09/2007)

“Coisas boas continuam acontecendo na cena indie. Além de boas, algumas são improváveis. Como imaginar que Cuiabá, no Mato Grosso, uma cidade longe demais das capitais mais importantes, pudesse gerar uma banda tão singular como a Vanguart, que canta em inglês, português e espanhol, e faz folk rock numa terra onde essa estética praticamente não possui uma história?(…) Hagamenon Britto – Correio da Bahia (28/08/07)

“Qualquer um que tenha lançado um olhar na música independente nos últimos tempos já ouviu falar do Vanguart. (…)Nascido em Cuiabá, o grupo inspirou-se em Bob Dylan, Neil Young e Woody Guthrie para criar um folk com sotaque brasileiro. O Vanguart tem se transformado no queridinho da música independente nacional. Tanto que no ano passado teve “Semáforo”escolhida como o grande hit da temporada.(…)” Marcos Bragatto – revista outracoisa

“(…) Ao lado de Bob Dylan, em disco o Vanguart traz à lembrança momentos da fase psicodélica dos Beatles, da fase indie do Radiohead e de bandas como Wilco, que colocam country dentro do indie rock. O álbum traz canções em inglês (como a blueseira "Just to See Your Blue Eyes See" e a psicodélica "The Last Time I Saw You"), português ("Cachaça" tem letra e melodia acima da média) e uma em espanhol. A folk music está muito bem representada no Brasil.(…) Thiago Ney – Folha de São Paulo (24/08/07)

"(…) Contudo, será que alguém lembrou do Mellotrons depois que os matogrossensses do Vanguart entraram em cena? A banda provou, na soma, o que é ter uma ótima presença de palco e coesão na realização das músicas, de melodias limpas e de acordes simples. Deu para sentir a forte influência de Bob Dylan tanto nas músicas como nos cabelos do vocalista Hélio Flandres. O folk-rock vibrante e bem tocado fez o grupo de Cuiabá ser bastante aplaudido. Recife pode perceber que Vanguart merece ser um dos grandes destaques da atual cena musical brasileira.(…)" Cleytom Brito - Revista Paradoxo (27/02/2007)

“(…) Uma vem de Cuiabá e se chama Vanguart (o nome não ajuda em nada, é verdade, mas pré-julgamento aqui é um erro, trate apenas como um neologismo e pronto). São cinco moleques talentosos que ao vivo se portam como gigantes. Não é exagero assisti-los e lembrar de alguns momentos de Bob Dylan no histórico show do Royal Albert Hall em 1966. Dylan, Beatles e Velvet Underground são influências da banda. Exagero, sim, é o que toca o guitarrista David Dafré e o que canta o vocalista Hélio Flanders com o porte despretensioso e a idade que têm. "Eles tocam bem" é o elogio mais óbvio e quase lugar comum. (…) Tanto o Ludovic quanto o Vanguart têm de ser ouvidas e vistas por mais gente. Guardadas as devidas proporções, assim como Bob Dylan não cabia apenas nos gélidos clubes do Greenwich Village, o underground não basta para o Ludovic e para o Vanguart. Assim como não bastou para o Cansei de Ser Sexy. É só uma questão de tempo.” Alexandre Xavier – site Terra Magazine

“Tente ouvir ”Semáforo” e ficar indiferente. Melhor, procure no You Tube e veja a reação das pessoas a ouvir uma música que não toca em rádio, não aparece na MTV, não tem clipe e nem saiu em um disco oficial. Todo mundo canta junto aos gritos.” Luciano Matos – Jornal A Tarde (Salvador/BA)

“Semáforo é uma das primeiras músicas lançadas em português do grupo pop folk de Cuiabá que já tem fãs em todo canto alternativo do país. A faixa já é cantada em coro nos shows da banda em São Paulo”. Fabiana Batistela – Revista Bizz

“Foram belos shows que abriram caminho para aquele que,sem surpresas, seria o clímax da noite: o quinteto cuiabano Vanguart, que mostrou até sua primeira composição em português “Semáforo”. Adreana Oliveira e Humberto Finatti – Revista Bizz (Festival Grito Rock 2006/MT)

“A banda de rock de Cuiabá está gravando o primeiro disco. É só uma questão de tempo para Eu acredito no Semáforo (sic) bombar.” Carla Lamarca (VJ MTV) – Revista Capricho

“Os cuiabanos do Vanguart mostraram porque são considerados a melhor banda do underground brasileiro dos últimos anos – foi um dos melhores shows do festival.” Guilherme Sorgine – Revista Dynamite (RuÌdo Festival/RJ)

“A noite, óbvio, foi de dois já gigantes da cena independente brasileira. Vanguart, que está se mudando pra São Paulo, arrastou a lotação máxima do local (cerca de 800 pessoas) pra frente do palco e todo mundo, sem exceção, cantou junto o repertório inteiro do show, com direito a gritos histéricos entre as músicas e coreografias com os braços. Numa palavra: consagrador!” Humberto Finatti - coluna Zap´n´roll.

“O festival também deu bolas dentro ao escalar convidados de outros Estados, como os ótimos The Feitos – extravagância pop parecidas com as de Los Piratas, mas um Los Piratas mais maldito, mais cínico e venenoso. E a já falada Vanguart, de Mato Grosso, que tem influências de Bob Dylan, Neil Young, Nick Drake e Beatles – que não faz nada feio, exalando credibilidade e animação, mesmo compondo em inglês.” Alex Antunes – Folhateen (cobertura do Festival Se Rasgum no Rock)

“Um dos momentos mais emocionantes da primeira edição do festival Se Rasgum no Rock, que ocorreu no final de semana passado no Parque dos Igarapés, foi a apresentação da banda Vanguart, de Cuiabá (MT).” Sidney Filho – Jornal Amazônia Hoje (Belém/PA)

“O Vanguart é uma banda independente formada em Cuiabá que vem ganhando bastante espaço na mídia. Ano passado, eles concorreram ao Vídeo Music Brasil, participaram do NoCapricho e, este ano, são uma das atrações do Tim Festival. Eles cantam em português, inglês e espanhol e isso é o mais divertido. A banda faz um rock calmo, que te surpreende a cada música com melodias e letras criativas. É bom para ouvir a qualquer momento do dia, mas o disco fica perfeito em reuniões com amigos nos finais de semana. Confesso que fui com má idéia ouvir o CD, mas depois da segunda musica já não conseguia mais parar de escutá-lo. Minhas faixas favoritas são Semáforo, Hey Yo Silver, Los Chicos de Ayer e Para Abrir os Olhos”. Júlia Weiss – Revista Capricho (edição nº 1027)

ouça Vanguart :

www.myspace.com/vanguart

www.tramavirtual.com.br/vanguart

veja Vanguart :

www.fotolog.net/vanguart

Editar esta wiki

Não quer ver anúncios? Assine agora

Links externos

API Calls