Reproduzindo via Spotify Reproduzindo via YouTube
Saltar para vídeo do YouTube

Carregando o player...

Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Biografia

  • Anos de atividade

    1988 – até o momento (29 anos)

  • Local de fundação

    Manchester, Greater Manchester, England, Reino Unido

  • Membros

The Future Sound of London (muitas vezes abreviado para FSOL) é uma prolífica banda de música eletrônica britânica composto por Garry Cobain e Brian Dougans. O duo é muitas vezes creditado como desbravador das fronteiras da experimentação e da música eletrônica em seu pioneiro projeto de dance music contemporânea.

Garry Cobain e Brian Dougans se conheceram em meados da década de 1980 em Manchester, quando Dougans alcançou um grande sucesso com seu projeto acid house denominado Humanoid. A partir de 1990, o duo passou a lançar um grande quantidade de singles e eps sob diversos disfarces, até o estrondoso sucesso de Papua New Guinea em 1991, quando então começaram a usar o nome The Future Sound Of London principalmente. O sucesso do single abriu caminho para o primeiro álbum - Accelerator - que veio entre 1991 e 1992, ano em que também lançaram a coletânea Earthbeat.

A projeção do grupo despertou o interesse da Virgin, na época voltada para talentos eletrônicos promissores. Começa então a fase mais criativa da carreira, inicialmente com Tales Of Ephidrina, disco de 1993 pelo projeto paralelo Amorphous Androgynous, para seguir com o ep Cascade. Nesse ponto eles partem para a inúmeras transmissões ISDN, tecnologia que permitia a retransmissão de dados em tempo real.

Em 1994 finalmente veio o segundo álbum - Lifeforms, disco duplo considerado a obra-prima definitiva, consagrando assim o The Future Sound Of London como principais grupos da música eletrônica, que nesse ponto da década de 1990 estava a figurar como vanguarda da música.

As apresentações ISDN viraram meio para uma tour mundial, cujos principais momentos foram cunhados como disco ao vivo no ano seguinte. Em 1996 com o lançamento seguinte - o obscuro Dead Cities, o grupo definha e desaparece do cenário, não antes de alcançar novamente o sucesso mundial com 'We Have Explosive'. A ausência se deu até 2001, com uma releitura de Papua New Guinea em 'Papua New Guinea Translations' e, no ano seguinte, The Isness, disco que marca definitivamente mudança de rumo na sonoridade, agora mais orgânica e cheio de elementos como guitarras e cítaras.

Com a coletânea 'Teachings From The Electronic Brain', eles inauguram o portal fsoldigital.com, ao mesmo tempo selo e loja virtual. Desde então vem lançando uma grande quantidade de material inédito e recuperado, nas séries 'From The Archives' e 'Environments', além de outros registros do Amorphous Androgynous, Yage e ocasionalmente outros projetos.

Editar esta wiki

Não quer ver os anúncios? Assine agora

Links externos

API Calls