Reproduzindo via Spotify Reproduzindo via YouTube
Saltar para vídeo do YouTube

Carregando o player...

Scrobble do Spotify?

Conecte a conta do Spotify à conta da Last.fm e faça o scrobble de tudo o que você ouve, seja em qualquer app para Spotify, dispositivo ou plataforma.

Conectar ao Spotify

Descartar

Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Biografia

Formada em fevereiro de 2014 das cinzas da banda Invisible Enemy que continha em sua formação Werner Lauer (baixo/vocal) e Udo Lauer (guitarra), banda que tinha como proposta tocar uma mescla de Thrash/Death Metal com influencias de bandas nacionais e internacionais dos gêneros, mas sempre procurando fazer suas músicas como uma pegada rápida, agressiva e procurando não deixar suas influencias muitas claras nas composições próprias.

Com isso logo começam a tocar em cidades como Apucarana e Londrina, mas com algumas trocas de membros na bateria acabam ficando inativos por um tempo.

Assim no começo de 2014 o guitarrista Udo Lauer e o baixista/vocal Werner Lauer encontram Claudio Alves a possibilidade de reativarem a banda e começam a procura por um baterista e encontram em Victor Oliveira a pessoa certa para o posto. Com a nova formação decidem adotar um novo nome e a escolha por Terrorsphere é unânime, logo iniciam os ensaios tocando alguns covers de Sepultura e Slayer como forma de obterem um entrosamento rápido, mas sentem a necessidade de incluírem material próprio no repertorio com isso algumas músicas autorais da época do Invisible Enemy retornam ao set list e outras novas começam a ser escritas também.

O processo de adaptação do repertório antigo e a composição de novas musicas em setembro de 2014 fazem sua estréia em Londrina/pr, depois tocam em Birigui/SP e em Bela Vista do Paraíso, o começo de 2015 começa com o primeiro show em janeiro no Hush Pub em Londrina e começam a surgir a idéia de gravar um EP mas são avisados sobre a saída de Claudio Alves da banda por motivos pessoais e em fevereiro fazem em trio mais um show no Hush Pub e passam 6 meses inativos, mas o desejo de voltar a tocar fala mais alto e retornam as atividades agora com Francisco Neves na guitarra estabilizando a formação, trazendo novas idéias e se encaixando na proposta da banda.

Após um período de adaptação da nova formação, retornam aos palcos com uma proposta sonora mais agressiva e voltada ao Death Metal, e se concentram na gravação do primeiro Ep que leva o nome de BLOOD PATH com as gravações sendo feitas no estúdio Áudio 13 em Londrina/PR, a capa do Ep é criada por Jean Michel da Designations Artwork.

Nesse mesmo período participam com a música Terror Squad na coletânea Roadie Metal Vol 6.

Suas letras retratam o cotidiano que acerca o mundo hoje em dia como guerras, controle mental e comportamental impostas por quem dita regras da sociedade, intolerância religiosa e outras atrocidades cometidas nesse mundo dito moderno.

Editar esta wiki

Não quer ver anúncios? Assine agora

API Calls