Reproduzindo via Spotify Reproduzindo via YouTube
Saltar para vídeo do YouTube

Carregando o player...

Scrobble do Spotify?

Conecte a conta do Spotify à conta da Last.fm e faça o scrobble de tudo o que você ouve, seja em qualquer app para Spotify, dispositivo ou plataforma.

Conectar ao Spotify

Descartar

Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Wiki

Terceiro álbum gravado pelo cantor, compositor e violonista paulistano Tó Brandileone sem o 5 a Seco, grupo do qual faz parte, Eu sou outro está sendo lançado neste mês de fevereiro de 2016 em edição independente. Anna Turra assina a arte final do disco, produzido por Alê Siqueira no Gargolândia, estúdio situado no interior de São Paulo. Eu sou outro é álbum assinado por Tó com o percussionista Zé Luis Nascimento. Além de tocar violão e guitarra, Tó pilotou o piano do disco. A cantora e compositora paulistana Maria Gadú participa da música Pensando bem, parceria de Brandileone com Pedro Altério, coautor também de Quem sabe, última das 11 composições alinhadas no disco. A música-título Eu sou outro é de Brandileone com Vinicius Calderoni, parceiro também de O agora, Ou não e Faça desse drama (esta assinada também por Caê Rolfsen e Leo Bianchini). Em Eu sou outro, Brandileone também apresenta parcerias com Luísa Sobral (O que tinha de ser), Pedro Viáfora (Meu coração e o seu) e Ricardo Teté (Ancestrais). O repertório é essencialmente autoral, mas o cantor dá voz a Desafio (Danilo Moraes) e a Xi, de Pirituba a Santo André (Rafael Altério e Kléber Albuquerque). Eu sou outro sucede o álbum Ontem hoje amanhã (Independente / Tratore, 2013) na discografia construída por Tó Brandileone sem o grupo 5 a Seco.

http://www.blognotasmusicais.com.br/2016/02/brandileone-e-ze-luis-lancam-eu-sou.html

Editar esta wiki

Não quer ver anúncios? Assine agora

API Calls