Reproduzindo via Spotify Reproduzindo via YouTube
Saltar para vídeo do YouTube

Carregando o player...

Scrobble do Spotify?

Conecte a conta do Spotify à conta da Last.fm e faça o scrobble de tudo o que você ouve, seja em qualquer app para Spotify, dispositivo ou plataforma.

Conectar ao Spotify

Descartar
Descartar

As your browser speaks English, would you like to change your language to English? Or see other languages.

Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Biografia

Sugar Kane é uma banda brasileira de / formada em Curitiba, Paraná, Brasil no ano de 1997. É a mais bem sucedida banda independente de do Paraná e uma das principais do Brasil.

O grupo surgiu no cenário independente brasileiro do final dos anos 1990, ao lado de bandas como Reffer, Hateen e Dance of Days. O primeiro álbum, Once One Day, possuía apenas canções em inglês. As músicas em portugês vieram a partir do segundo álbum de estúdio, o Por Nossa Paz, de 2001. Até seu terceiro disco, Continuidade da Máquina, lançado em 2003, a banda mantinha uma sonoridade de hardcore melódico, vulgo, com canções rápidas. O Continuidade da Máquina lançado no Brasil e também em países da América do Sul e Estados Unidos, impulsionou o quarteto a uma turnê de dois anos, com mais de cem concertos e shows no exterior.
No ano de 2004, gravaram e lançaram o primeiro DVD de uma banda de rock independente no Brasil, o 469 DCM.
Em 2005 foi lançado o álbum Elementar, que trazia uma mudança no som da banda, flertando com o . O álbum foi mixado e masterizado nos Estados Unidos. Não foi um sucesso de vendas e acabou se tornando um dos principais responsáveis pelo hiato da banda durante o ano de 2006.
Voltaram aos palcos em 2007, com novos integrantes, lançando o quinto disco de estúdio, Diversão Esquizofrênica para Mentes Ociosas, também chamado de D.E.M.O., que consolidou novamente o grupo como uma das grandes bandas do cenário. Este disco rendeu aos curitibanos o Prêmio Dynamite de melhor álbum Punk/Hardcore, e também o Prêmio Zonapunk, de "Disco do Ano". O álbum ainda trazia resquícios do anterior Elementar, com algumas experimentações, voltado para o rock. Isso, porém, não impediu que canções como "Divinorum" e "Tudo Que Eu Falo" causassem grande furor nos novos e antigos fãs.
Em 2009, no emblemático 7 de Setembro, dia da Independência do Brasil, lançaram A Máquina que Sonha Colorido. O disco obteve espantosas 23.000 execuções no primeiro dia em que foi disponibilizado para audição online. Em um mês foram mais de 100.000 execuções. Gravaram um clipe às margens do Rio Tietê, em São Paulo, que também obteve grande sucesso, alcançando o primeiro lugar no YouTube em três categorias: vídeos mais vistos, vídeos mais comentados e vídeos melhor avaliados.
Em 2010 lançaram um EP em inglês, chamado DIGITAL NATIVE.
E recentemente, lançaram o EP Fuck The Emo Kids.

Integrantes:
Alexandre Capilé - vocal e guitarra
André Dea - bateria
Rick Mastria - guitarra e vocal de apoio
Flavinho Guarnieri - baixo e vocal de apoio

Editar esta wiki

Não quer ver anúncios? Assine agora

Artistas parecidos

Features

API Calls