Reproduzindo via Spotify Reproduzindo via YouTube
Saltar para vídeo do YouTube

Carregando o player...

Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Biografia

Uma vida em som.

Pi é um diário sonoro. O projecto surge da tentativa falhada
de formar uma banda, que acabou por encontrar a sua "razão de ser", quando assumiu a música electrónica como um meio
de comunicação.

O interesse musical surgiu tarde, ao descobrir uma viola perdida numa arrecadação quando tinha 13 anos. A partir daí a música tornou-se numa paixão em busca de uma identidade sonora. Como reacção ao desgaste provocado pela música de rádio (repetitiva e com objectivos meramente comerciais), o projecto assumiu a sua forma plena em 1999, quando João Dorminsky começou
a desenvolver a sua orquestra a solo, tendo como inspiração tudo menos a música electrónica.

Seguiu-se o desenvolvimento dessas experiências e de um crescente interesse pela música progressiva e conceptual, possuidora de uma verdadeira alma artística. Em 2001 surge a ideologia, uma consciência plena e sentida da vida do projecto como um diário sonoro. É por esta altura,
com 18 anos, em que fica concluido o primeiro trabalho "Yi" (“ideia” em chinês). É um álbum denso, obscuro, que evoluí para algo mais calmo, procurando o equilíbrio e o descanso psicológico. Pouco depois, pela primeira vez, faz-se uma apresentação ao vivo do álbum no Quartel do Bom Pastor em Arca d'Água no Porto, no âmbito da programação da Associação Aicarte. Após esse concerto seguiu-se um período de introspecção, com a criação de novos projectos, englobando música, cinema, banda desenhada e design gráfico.

Em 2002 surge, -como uma ressaca- uma amálgama de sentimentos que tem como resultado "Qt~d (…)", o segundo álbum. A produção é mais cuidada, mais colorida e com um longo trabalho de criação, dando lugar a sons mais orgânicos. No ano de 2003, o autor concluí novo álbum, "Portfolio", inspirado na dualidade entre a pureza e o caos.

Após o interregno de três anos, inspirado pelo conceito do DIY (do it yourself), funda a sua própria editora, a Schizzofrenik Records e desenvolve outros projectos musicais como Low-Class Suite, Punk Androids, Ai Ai!, Adamastor e Joanesburgo em Stress entre outros. Em 2007 tudo arrancou.

Editar esta wiki

Não quer ver os anúncios? Assine agora

API Calls