Reproduzindo via Spotify Reproduzindo via YouTube
Saltar para vídeo do YouTube

Carregando o player...

Scrobble do Spotify?

Conecte a conta do Spotify à conta da Last.fm e faça o scrobble de tudo o que você ouve, seja em qualquer app para Spotify, dispositivo ou plataforma.

Conectar ao Spotify

Descartar

Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Wiki

Primeiro EP da banda goiana Peixefante, lançado em junho de 2015.

Lorde Pacal é um rei menino Maia que governou há muitos séculos atrás. De acordo com inscrições das pirâmides e murais sagrados arquitetados pelo próprio Pacal e artefatos egípcios semelhantes, estudiosos concluem que a humanidade é abençoada com a vinda de super deuses que, de tempos em tempos, trazem ensinamentos sobre a super ciência do sol, os ciclos das manchas solares, as inversões dos polos magnéticos e períodos de infertilidade, assim como lições sobre a ilusão desta vida e as provações pelas quais passamos aqui na terra antes de nos elevarmos aos céus. Esses super deuses são chamados de Serpente Emplumada (a serpente representa a troca de pele, ou de encarnações, pelas quais todos temos que passar até a purificação e as plumas são as asas dos que já se elevaram).

LORDE PACAL EP

Prólogo - Intro

Uma evolução tímida e lenta que já soma centenas de milhares de anos deu ao homem o direito de poder viver ao invés de sobreviver. Nada de matar ou morrer pela próxima refeição. Apenas o conforto de uma cama aquecida e o prazer da comida posta a mesa.

Capítulo I - Por Baixo da Blusa

A tranquilidade em relação aos perigos do mundo foi o pontapé inicial para o interesse do homem nas coisas que fogem da nossa compreensão, como os aspectos metafísicos da vida e o mundo interior que há em nós.

Capítulo II - Tão Maior

Após um olhar para dentro de nós mesmos, era a hora de dar um passo maior e olharmos para o que está além, não só da mente mas do nosso domínio de “reis da floresta”: o universo. Somos um animal curioso e o céu noturno nos fascina. A escuridão e o pontilhado vivo que surgem enquanto o sol faz sua visita ao submundo eram instigantes demais e nutria em nós, "homo sapiens", um desejo sagrado de descobrir o que é que há além do que tocamos e sentimos.

Capítulo III - Cruzada Moderna

Ambiciosos irreparáveis que somos, não nos contentaríamos apenas em contemplar a beleza da noite virgem que se apresenta sem atraso todas as noites no palco do céu. Nunca nos daríamos por satisfeitos até que pudéssemos chamar cada um desses astros maravilhosos de “meu”. Sendo assim, reunimos todo o conhecimento e tecnologia disponíveis e construímos o necessário para partir em busca de respostas para todas as dúvidas que ainda hoje nos consomem. Uma verdadeira cruzada em busca do Santo Graal do conhecimento.

Capítulo IV - Entrestrelas

Nos encontrávamos então numa viagem de pesquisa pelo espaço, procurando desde respostas simples sobre compostos químicos até evidências que explicassem a nossa existência e a de outras forma de vida, talvez até de irmãos que nos tomaram e que pressentimos estarem vivos em algum lugar. Conceitos como relatividade do tempo começavam a se tornar palpáveis, assim como uma pitada de medo ao nos darmos conta de que não poderíamos voltar atrás. Saber que cada minuto longe de casa pode significar muitos anos passados na terra é uma coisa aterrorizante e ainda seria muito longa estrada a seguir.

Capítulo V - Simples

Após anos de uma viagem sem ponto de chegada, sentíamos falta não só dos parentes e amigos mas também das coisas mais bobas e corriqueiras. O gosto do café amargo na hora de bater um papo, as crianças brincando no quintal e até a sensação de andar descalço sobre um tapete. Soma-se a isso o longo período de solidão e a urgência de voltar se tornou insuportável.

Capítulo VI - Lorde Pacal

Voltar pra casa pode ser um problema por um único motivo: ela pode não ser mais a mesma, ou nem sequer estar lá. Mas a solidão nos faz ignorar tudo isso e tomar o caminho de volta. Mas se a Terra não fosse mais a mesma, tudo que já conhecemos poderia não estar mais lá, inclusive nossos semelhantes. E se outros seres agora habitassem o planeta, não seríamos nós os extraterrestres? Numa forma humanóide completamente estranha aos novos inquilinos, com conhecimentos que eles nem imaginariam um dia possuir? Não seríamos nós mesmos a serpente emplumada, que desce dos céus trazendo luz e conhecimentos? Talvez…

Produção/Gravação/Mixagem/Masterização/A­rte: Peixefante

Editar esta wiki

Não quer ver anúncios? Assine agora

API Calls