Reproduzindo via Spotify Reproduzindo via YouTube
Saltar para vídeo do YouTube

Carregando o player...

Scrobble do Spotify?

Conecte a conta do Spotify à conta da Last.fm e faça o scrobble de tudo o que você ouve, seja em qualquer app para Spotify, dispositivo ou plataforma.

Conectar ao Spotify

Descartar

Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Biografia

  • Data de nascimento

    1 Junho 1934 (idade 83)

Nascido em Jacksonville, Florida, Pat Boone costuma dizer que é um descendente direto do pioneiro americano Daniel Boone. Em Nashville, Tennessee, freqüentou a David Lipscomb College e começou a gravar em 1954 pela gravadora Republic Records. Sua versão de "Ain't That a Shame" de Fats Domino, em 1955, foi um grande sucesso. Esta foi a marca do início de sua carreira, focada na regravação de canções de Rythm'n'Blues (originalmente interpretadas por artistas negros) para o público branco.
Seis dos sucessos de Boone eram versões de Rhythm'n'Blues: "Ain't That a Shame" de Fats Domino, "Tutti Frutti" e "Long Tall Sally" de Little Richard, e "At My Front Door (Crazy Little Mama)" do grupo El Dorados. As outras duas versões de R&B era "baladas blues": "I Almost Lost My Mind" de Ivory Joe Hunter e "Chains of Love", um sucesso de Big Joe Turner e, depois, de B.B. King que foram compostas por Ahmet Ertegün. A partir de 1957, Boone concentrou-se "musica de meio de estrada". Apesar disso, continuaria a gravar canções de R&B (como "Two Little Kisses," uma versão "não-alcoólica de "One Mint Julep") e (suas versões de The Capris' song e "There's a Moon Out Tonight".
Em 2003, Pat Boone foi recebido no GMA Gospel Music Hall of Fame

Editar esta wiki

Não quer ver anúncios? Assine agora

Links externos

API Calls