Reproduzindo via Spotify Reproduzindo via YouTube
Saltar para vídeo do YouTube

Carregando o player...

Scrobble do Spotify?

Conecte a conta do Spotify à conta da Last.fm e faça o scrobble de tudo o que você ouve, seja em qualquer app para Spotify, dispositivo ou plataforma.

Conectar ao Spotify

Descartar

Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Wiki

Mamonas Assassinas, lançado em 1995, foi o único álbum oficial de estúdio lançado pela banda brasileira Mamonas Assassinas, que antes se chamava Utopia. Obtiveram um sucesso meteórico no Brasil, america latina e Portugal.

Infelizmente em 2 de março de 1996 um trágico acidente de avião que trazia a banda e parte da equipe interrompeu bruscamente a curta historia do grupo onde todos vieram a falecer deixando milhares de fãs inconsoláveis.

Até hoje o único álbum oficial lançado vendeu mais de 3 (três) milhões de cópias, recebendo assim 3x certificação de Disco de Diamante, segundo a ABPD.

Sobre as Músicas
* A faixa "1406", refere-se a um telefone de compras, o (011)1406, que era de um famoso canal de televendas na primeira metade dos anos 1990, o Grupo Imagem.

* "Pelados em Santos" fora regravada em espanhol com o nome "Desnudos en Cancún". A versão em português foi regravada pelos também paulistas Titãs no álbum As Dez Mais, de 1999.

* A introdução da música "Chopis Centis" é uma paródia de "Should I Stay Or Should I Go", do grupo , The Clash.

* O título de "Uma Arlinda Mulher" refere-se ao filme Uma Linda Mulher, estrelado por Julia Roberts. Quando à estrutura musical, faz-se forte alusão às canções "Fake Plastic Trees" (1995) e "Creep" (1993), ambas do grupo inglês Radiohead. Além disso, o tecladista, Júlio Rasec, satiriza o estilo vocal do cantor Belchior, o que daria origem também à vinheta "Belchi".

* "Cabeça de Bagre II" é baseada na experiência do vocalista Dinho na quinta série primária. Seu título é a paródia de Cabeça Dinossauro, álbum dos Titãs. Nela, um de seus solos de guitarra é uma referência à risada do Pica-Pau, e um dos riffs principais é "Baby Elephant Walk" (O Passo do Elefantinho), trilha infantil composta pelo músico estadunidense Henry Mancini que nos tempos ganhou versão brasileira e se popularizou através do Trio Esperança.

* A música "Robocop Gay" é uma homenagem ao personagem de Jô Soares, o Capitão Gay, com ligação ao personagem do ator Peter Weller, o Robocop. Versões ao vivo da música contavam com o "Melô do Piripiri", da cantora Gretchen. Foi a primeira música da banda a fazer parte da trilha sonora de uma telenovela brasileira: Caminhos do Coração, exibida pela Rede Record em 2007/2008.

* O título da faixa "Bois Don't Cry" é uma paródia à música "Boys Don't Cry", do The Cure. Há um trecho da música "Tom Sawyer" do Rush e a parte mais pesada da música usa como base a música "The Mirror" do Dream Theater. Uma referência ao filme Contatos Imediatos de Terceiro Grau termina a música.

* "Lá Vem o Alemão" é uma paródia a um pagode de muito sucesso na época, "Lá Vem o Negão", do grupo Cravo e Canela. Nesta canção, Dinho satiriza os estilos vocais dos cantores Luiz Carlos, do grupo Raça Negra, e Netinho de Paula, então líder do Negritude Júnior.

* As letras de "Débil Metal" são em inglês. O nome é trocadilho com / e com a expressão débil mental.

* Apenas duas músicas não são de autoria dos Mamonas: "Sábado de Sol", composta por Pedro Knoedt, Rafael Ramos (filho do produtor João Augusto Soares, diretor artístico da gravadora EMI na época) e Felipe, da banda Baba Cósmica; e "Sabão Crá Crá", vinda do folclore escolar urbano.

* A canção "Não Peide Aqui, Baby", sátira de "Twist and Shout" dos The Beatles, não foi ao álbum por conter palavras de baixo calão, mas aparece no lançamento póstumo Ao Vivo.

* O logotipo da banda é uma inversão da logomarca da Volkswagen, colocada de ponta-cabeça. Um veículo da empresa alemã é citado na canção "Pelados em Santos": a Volkswagen Brasília.

Editar esta wiki

Não quer ver anúncios? Assine agora

API Calls