Reproduzindo via Spotify Reproduzindo via YouTube
Saltar para vídeo do YouTube

Carregando o player...

Scrobble do Spotify?

Conecte a conta do Spotify à conta da Last.fm e faça o scrobble de tudo o que você ouve, seja em qualquer app para Spotify, dispositivo ou plataforma.

Conectar ao Spotify

Descartar

Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Wiki

"West Coast" é uma canção gravada pela cantora e compositora norte-americana Lana Del Rey, para o seu terceiro álbum de estúdio, Ultraviolence (2014). Foi escrita pela própria com o auxílio de Rick Nowels, enquanto a produção esteve a cargo de Dan Auerbach. Originalmente composta com influências do , a obra foi primeiramente gravada em dezembro de 2013 e produzida por Nowels, mas o resultado final não agradou à artista. No início de 2014, Del Rey conheceu Auerbach e, em reunião com o musicista, revelou o seu interesse em desenvolver uma faixa inspirada pelo jazz dos anos 1970. Como resultado, a cantora viajou para Nashville, Tennessee, e regravou a canção e diversas outras então concluídas para o disco no estúdio Easy Eye Sound, sob a produção do mesmo. Assim como várias outras de Ultraviolence, o tema foi gravado com uma banda composta por sete músicos e cantado "99% ao vivo" por Del Rey, segundo o próprio Auerbach.

Lançada como o primeiro single do disco através das gravadores Interscope e Polydor Records, a obra foi transmitida pela primeira vez em 14 de abril de 2014 na estação de rádio BBC Radio 1. Dias depois, foi disponibilizada na iTunes Store de vários países, como o Brasil, o Canadá e Portugal, e também foi comercializada em formato físico na França e no Reino Unido. Meses depois, foi editada como um extended play (EP) digital. Considerada revolucionária por desviar-se do estilo pop das canções contemporâneas, foi notada como uma evolução de Del Rey em relação aos seus lançamentos anteriores. Uma balada de gêneros , e , "West Coast" apresenta um som mais orgânico e uma "ousada" quebra rítmica entre os versos e o refrão. Os vocais da artista possuem um tom mais sensual e sinistro e são cantados em um estilo ofegante e sussurrante. Liricamente, retrata uma mulher dividida entre o amor e a ambição, além de ser uma homenagem à Costa Oeste dos Estados Unidos, local creditado pela cantora como inspiração para o trabalho.

Editar esta wiki

Não quer ver anúncios? Assine agora

API Calls