Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Biografia

  • Data de nascimento

    9 Outubro 1944

  • Local de nascimento

    Chiswick, Hounslow, London, England, Reino Unido

  • Data de falecimento

    27 Junho 2002 (idade 57)

John Alec Entwistle (9 de outubro de 1944 - 27 de junho de 2002) foi baixista da banda de rock britânica The Who. Ele é considerado um dos melhores e mais influentes baixistas de todos os tempos, criador de um som base agressivo que influenciou várias gerações de músicos.

Entwistle nasceu em Chiswick, subúrbio de Londres. No começo dos anos 60 ele passou a se apresentar em vários grupos de jazz e dixieland com seu colega de escola Pete Townshend, posteriormente entrando para a banda The Detours, de Roger Daltrey. Estava formado o núcleo do que seria mais tarde o The Who.

O grupo começara com Daltrey e Townshend dividindo os acordes de guitarra, até que Roger desistiu do instrumento. A mudança para uma única guitarra foi essencial para Entwistle (apelidado de "The Ox"), que passou a tocar acordes extremamente altos e intrincados para compensar a falta de uma guitarra rítmica - o resultado foi, dos primeiros singles do Who até o seu último sucesso, a transformação do trabalho do baixo de Entwistle em um dos mais complexos e audíveis do rock. Mais do que isso, ele tendia a aparecer justamente por não aparecer.

Além de seu trabalho no baixo, Entwistle revelou um talento peculiar como compositor. Suas canções demonstravam um senso de humor sombrio, incompatível com o trabalho mais introspectivo de Townshend. Embora contribuísse numa proporção de 2 músicas por álbum, a frustração de ter seu material relegado pelo The Who levou-o a lançar Smash Your Head Against The Wall em 1971, sendo o primeiro integrante da banda a gravar um disco solo.

Entwistle desenvolveu o que ele chamava de estilo '"datilógrafo" de tocar baixo. Consistia de posicionar a mão direita sobre as cordas para que os quatro dedos pudessem ser usados para bater percussivamente nas mesmas, fazendo com que elas atingissem o braço com um distinto som agudo. Isso dá ao músico a habilidade de tocar três ou quatro cordas de uma só vez, ou de usar diversos dedos em uma só corda, além de permitir a criação de passagens bastante percussivas e melódicas. Ele usava esta técnica para imitar os preenchimentos usados pelos bateristas, às vezes antes mesmo que os bateristas tivessem a oportunidade de fazê-los.

John identificava suas influências como uma combinação de seu treinamento formal ao trompete, trompa e piano, o que dava a seus dedos uma força e flexibilidade ímpares. Juntamente com os guitarristas de rock Duane Eddy e Gene Vincent, e baixistas de soul e R&B como James Jamerson, ele é considerado um pioneiro nas técnicas de baixo. Entwistle foi a influência primordial de gerações de baixistas e continua a aparecer em enquentes sobre os "melhores baixistas" em revistas musicais. Em 2000, a revista Guitar nomeou John Entwistle o "Baixista do Milênio" numa enquente entre seus leitores.

Próximo ao fim de sua carreira ele formou a "The John Entwistle Band" com seu amigo de longa data e baterista Steve Luongo e o guitarrista e vocalista Godfrey Townsend. Em 1996 ele deu início à turnê "Left for Dead", emplacando no mesmo ano a turnê de Quadrophenia com o The Who. No final de 1998, John retomou sua banda solo e embarcou na "Left for Dead - the Sequel", após o qual foi lançado um álbum com os melhores momentos da turnê, chamado Left for Live.

Em 1999 e 2000 John voltou ao The Who, tocando em shows de caridade e em mais uma turnê.

Em 2001 ele participou do show organizado por Alan Parson em tributo aos Beatles, "A Walk Down Abbey Road". Além de John e Alan, o show contou com Ann Wilson, Todd Rundgren, David Pack, Godfrey Townsend, Steve Luongo e John Beck.

Durante janeiro e fevereiro de 2002, John fez suas últimas apresentações com o The Who na Inglaterra, a última delas em 8 de fevereiro no Royal Albert Hall em Londres.

John Entwistle morreu em Las Vegas no dia 27 de junho de 2002, um dia antes do início de mais uma turnê norte-americana do The Who.

O laudo do legista determinou que sua morte foi devido a um ataque cardíaco provocado por uma quantidade não determinada de cocaína. Embora a quantidade em seu sangue fosse mínima, a droga fez com que suas artérias coronárias - já prejudicadas por um problema cardíaco não tratado - se contraíssem, o que levou ao ataque cardíaco fatal. Entwistle, assim como Townshend, lutou contra o vício de alcool e drogas durante a maior parte de sua vida adulta.

A gigantesca coleção de guitarras e baixos de Entwistle foi a leilão no Sotheby's em Londres por iniciativa de seu filho Christopher, para o pagamento de dívidas e impostos. No leilão, Christopher chegou a dizer que seu pai odiaria ver tantos estranhos colocando as mãos em seus pertences. Sua enorme mansão em Stow-On-The-Wold em Costwolds, além de inúmeros objetos pessoais, também foram vendidos para arcar com as cobranças do Imposto de Renda. Ironicamente, John chegou a ser funcionário do IR, só deixando o emprego quando o The Who começou a fazer sucesso.

O funeral de John foi realizado na Igreja de Saint Edward em Stow-On-The-Wold, Gloucester, Inglaterra, no dia 10 de julho. Ele foi cremado e suas cinzas espalhadas em local privado. Um serviço memorial foi organizado em 24 de outubro em St. Martin-in-the-Fields, Trafalgar Square, Londres.

Editar esta wiki

Não quer ver os anúncios? Assine agora

API Calls