Reproduzindo via Spotify Reproduzindo via YouTube
Saltar para vídeo do YouTube

Carregando o player...

Scrobble do Spotify?

Conecte a conta do Spotify à conta da Last.fm e faça o scrobble de tudo o que você ouve, seja em qualquer app para Spotify, dispositivo ou plataforma.

Conectar ao Spotify

Descartar
Descartar

As your browser speaks English, would you like to change your language to English? Or see other languages.

Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Biografia

Exxótica foi uma banda brasileira de Hard Rock e Heavy Metal formada no ano de 2000 na cidade de São Paulo, composta por Daniel Iasbeck (vocal e guitarra), Marcelo Rossi (vocal e baixo) e Espectro (bateria). Marcelo carregava a experiência do Kiss cover em maior atividade no momento (a banda Dr. Love, com mais de 60 shows no ano de 2000) e começou a formular a idéia de montar uma banda que tivesse aquele mesmo impacto visual, sendo porém uma banda brasileira. Já Daniel havia se mudado para São Paulo no final de 1998 para cursar faculdade de música e procurar pessoas que dividissem o mesmo sonho: o de formar uma banda que unisse o som Hard Rock (cantado em português) a um visual bem carregado e chamativo.

Apresentados formalmente no dia 8 de dezembro de 2000 os dois começaram a trocar idéias a respeito de uma banda, que elevaria o uso de elementos teatrais (aliados ao Rock 'n' Roll) ao extremo. O então baterista do Dr. Love (da qual agora Daniel já fazia parte) seria integrado à dupla, por pura conveniência. Essa primeira formação da banda consistia em Daniel (guitarra), Marcelo (baixo), Leonardo Tomazelli (bateria) e vocalistas que eram trocados de semana a semana. No início do mês de fevereiro a banda já possuía 5 músicas próprias compostas e ensaiadas: "No palco", "Fruto proibido", "Pronto para ir", "Gato preto" e "Teu olhar". Pronto também já estava o elaborado cenário de palco, que conta com uma parede gigante de placas que simulam a parede um castelo, bonecos sinistros de 1,80m de altura, cabeças degoladas, um bebê maldito e muitas outras bizarrices. Isso sem falar das vestimentas individuais de cada membro, à essa altura já confeccionadas. Após "bater cabeça" com vários candidatos, a banda convidou o vocalista Guto Mansoreitch para o posto vago, pois o show de estréia já estava marcado.

O show ocorrido no dia 8 de abril apresentou as músicas próprias ao lado de covers dos Beatles, Alice Cooper e Kiss. É também inaugurado nessa época o site oficial da banda. Depois de um segundo show e menos de um mês de banda, o vocalista decide sair por não acreditar no projeto. Novamente a banda passa três meses testando diversos pretendentes ao posto vago e chega a uma conclusão: ninguém poderia interpretar melhor as suas próprias músicas do que eles mesmos. A partir dos primeiros dias de Agosto, Daniel e Marcelo se tornam os vocalistas do Exxótica. No mesmo mês a banda estréia com a nova formação, agora um trio. Com o surgimento de novas músicas como "Estranho no ninho", "Não tenho nada" e "Meia noite / Sexta-feira", "Eu não sei mentir" e "Eu quero deixar (você fugir de mim)", a banda decide que é hora de gravar o seu disco de estréia.

No mês de Setembro começa o processo de gravação de seu primeiro CD. Cansado de investir seu dinheiro e de "tocar sem receber", Léo Tomazelli já estava com um pé fora da banda. Com o início das gravações no estúdio Spectrum, ficou claro que ele não duraria na banda, pois, além de tudo, não conseguia um resultado satisfatório na execução de seu instrumento. Recém saídos da "crise de vocalistas", a banda já previa uma dificuldade gigante para encontrar um novo integrante que se encaixasse na sua proposta. Eis que, do nada, surge Espectro, a criatura que ocupa de vez o posto de baterista do grupo. Sai então em 2002 o disco "Estranhos no Ninho". O disco era vendido como um CD prensado e lançado pela Aqualung Records, mas também, como uma alternativa mais barata para quem ia aos shows, a banda também vendia o álbum em um CD-R gravado por eles mesmos, que vinha dentro de um envelope colocado em uma capa de papel cartão, se assemelhando muito á um disco de vinil. Essa prática foi adotada pela banda em todos os seus lançamentos posteriores.

No primeiro semestre inicia-se a divulgação do CD com a gravação do clipe "Gato Preto", aparições na MTV, matérias e resenhas em todas as revistas especializados do país e muitos shows. A banda dá continuação do trabalho de divulgação do primeiro álbum a partir de fevereiro, tocando regularmente toda semana em diversas cidades e vendendo mais CDs. Em agosto, uma matéria é publicada no jornal Folha de São Paulo, dando um forte impulso para a carreira da banda. Depois de muitas conversas, a banda inventa uma nova estratégia para levar sua música ao maior número de pessoas possível: no dia 29 de agosto é lançado "O CD Mais Barato do Mundo" que é nada menos que um EP composto de quatro músicas retiradas do primeiro disco que seria vendido por apenas um real.

Em novembro a banda entra em estúdio com melhores condições e com mais tempo e experiência para a gravação do segundo CD, intitulado "Capítulo II". O Exxótica apresenta aos fãs um segundo guitarrista: Boris "O Louco". Com as gravações do segundo álbum em andamento, a banda não pára um segundo e engata um show atrás do outro. No dia 29 de julho os fãs que compareceram ao show de lançamento do CD "Capítulo II " no Centro Cultural São Paulo puderam ouvir em primeira mão as novas músicas do poderoso segundo CD, e de quebra assistir a um dos melhores shows da carreira da banda. A recepção do tão esperado CD não poderia ser melhor. De cara vendeu três vezes mais do que o primeiro, comprovando o enorme crescimento da banda. No ano seguinte, a banda lança o DVD "Ao Vivo, Ao Morto e Em Cores!". Um DVD Duplo composto por gravações de vários shows da banda no primeiro disco e video-clipes para todas as músicas do segundo disco, além de Extras como erros de gravação, bastidores dos shows e aulas de guitarra. Pouco tempo após esses lançamentos, o guitarrista Boris deixa a banda.

Em 2006, a banda então aparece de cara com dois álbuns de uma única vez, batizados simplesmente de III e IV. Os discos também venderam bem e foram muito bem recebidos pelo público, com muitos considerando aquele "álbum duplo" como o melhor lançamento da banda até então. Pouco tempo depois, agora com um novo guitarrista, Fábio Hoffman, a banda lança seu segundo DVD: Em Ação. O disco contava com um show na íntegra gravado no Auditório do EM&T em São Paulo, com a bandas tocando não só as músicas novas, mas como sucessos de seus discos anteriores. Além disso, a banda também lança uma coletânea chamada "Arquivo", composta por uma faixa inédita, demos, remixes e versões alternativas de músicas já conhecidas. Em 2007, o baterista Espectro deixa a banda, cedendo o posto para a baterista Gabi Silvestri, que comandou as baquetas nos shows seguintes. Após isso, a banda começa a perceber uma baixa de popularidade não só para si, mas para o Rock nacional como um todo. O público presente nos shows vinha minguando, os discos já não vinham vendendo muito bem. O período com baixa atividade rendeu a saída de ambos Fábio e Gabi.

Volta então o baterista espectro e, novamente como trio, a banda grava seu quinto disco: "Jogos de Azar - 6ª Rodada". O disco acabou não sendo tão bem recebido pelo público do Exxótica, que considerou o álbum inferior aos outros por investir em composições mais simples e algumas mais lentas. Os fãs da banda, dada a influência gigantesca de Kiss na banda, apelidaram o disco de "O The Elder do Exxótica". Depois do disco, a banda lança um DVD gravado ao vivo em estúdio chamado "Em Reação". Pouco tempo depois desse lançamento, o Exxótica encerra suas atividades. A banda anunciou em 2014 que estaria se reunindo em breve não só nos palcos, mas em estúdio. Em 2015, a banda fez uma série de shows na cidade de São Paulo no intuito de divulgar o novo lançamento da banda: o EP "Não Me Cobre". Junto com o disco, a banda também lançou uma camiseta oficial. Apesar da boa repercussão do EP e dos shows e das tentativas de gravar um novo disco que seria seguido por uma nova leva de shows, o Exxótica viria a encerrar as atividades em definitivo pouco tempo depois.

Editar esta wiki

Não quer ver anúncios? Atualize agora

Artistas parecidos

Atrações em destaque

API Calls