Reproduzindo via Spotify Reproduzindo via YouTube
Saltar para vídeo do YouTube

Carregando o player...

Scrobble do Spotify?

Conecte a conta do Spotify à conta da Last.fm e faça o scrobble de tudo o que você ouve, seja em qualquer app para Spotify, dispositivo ou plataforma.

Conectar ao Spotify

Descartar

Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Biografia

Diana (Rio de Janeiro, Botafogo em 02 de junho de 1954), que atualmente assina como Dianah, é o nome artístico de Ana Maria Siqueira Lorio, cantora brasileira pop romântica dos anos 70. É conhecida por ter “uma das melhores vozes femininas do Brasil” e “A Voz Que Emociona”.

Começou a carreira artística na década de 60 seguindo os passos da Jovem Guarda que dominava o mercado musical da época. Muito influenciada por grandes ícones da música como Brenda Lee, Elvis Presley e The Beatles, Diana alcançou sucesso já com seu primeiro compacto, lançado em 1969, trazendo a canção “Menti Pra Você”.

Anos mais tarde, em 1971, é contratada pela gravadora CBS, e passa a ser produzida por Raulzito, que mais tarde seria conhecido como Raul Seixas. Lançou dois compactos pela nova gravadora e em 1972 lançou seu primeiro LP, que alcançou as paradas de sucesso com as músicas “Uma Vez Mais”, “Fatalidade”, “Um Mundo Só Pra Nós”, “Porque Brigamos”, “Estou Completamente Apaixonada” e “Hoje Sonhei com Você”. Nessa mesma época, conheceu e casou-se com o também cantor Odair José, com quem teve uma filha, Clarice. Após uma conturbada relação, se separaram.

Com a saída de Raul como produtor para tomar conta de sua própria carreira solo, Diana sai da CBS e vai para a Polydor, buscando uma maior liberdade para poder gravar suas próprias composições. Na Polydor gravou três discos entre 1974 e 1976. Desta fase, resultam os sucessos "Foi Tudo Culpa do Amor", "Lero-Lero", "Sem Barulho" e "Uma Nova Vida", sendo esta última uma composição que Odair José fez para Rosemary. Curiosamente, na voz de Rosemary a canção não teve êxito. Porém, em 1975, gravada por Diana, foi sucesso no Brasil.

Em 1978, ela gravou pela RCA seu último LP dos anos 70. Neste disco, percebe-se uma forte diferença dos primeiros produzidos por Raul Seixas. Disco extremamente elaborado, maduro e artístico, contou com os melhores músicos da época, como o grupo de jazz brasileiro Azymuth, Maurício Einhorn, Hélio Delmiro, Nivaldo Ornelas, José Roberto Bertrami e Oberdan Magalhães. Destaque nesse disco foi a faixa “Vida Que Não Pára”, composta por Odair José e gravada por ele em 1972. Na década de 1980, Diana gravou alguns compactos, muitos deste bem autorais e românticos, um LP e também participou de um tributo ao cantor Evaldo Braga no disco "Eu Ainda Amo Vocês", onde cantou em dueto com Evaldo a canção “Só Quero”.

Editar esta wiki

Não quer ver anúncios? Assine agora

Links externos

API Calls