Reproduzindo via Spotify Reproduzindo via YouTube
Saltar para vídeo do YouTube

Carregando o player...

Scrobble do Spotify?

Conecte a conta do Spotify à conta da Last.fm e faça o scrobble de tudo o que você ouve, seja em qualquer app para Spotify, dispositivo ou plataforma.

Conectar ao Spotify

Descartar

Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Biografia

  • Anos de atividade

    1995 – 2007 (12 anos)

O Delpht surgiu em 1994, quando os guitarristas Rodrigo Cruz, Luis Casadio e o baterista Alexandre Callari se conheceram por intermédio de amigos em comum e, descontentes com seus conjuntos anteriores, resolveram montar uma banda. Para completar o time, Casadio convidou dois conhecidos seus, o baixista Felipe Carvalho e o tecladista Marcel Milano. O nome Delpht, que representa um personagem viking, foi criado pela própria banda, inspirado na cidade holandesa Delft, pátria do pintor Werner Van Deft. Em 1995, o vocalista Ronaldo Simolla foi convidado a se juntar à banda. Logo a seguir, a caráter de teste, o Delpht gravou alguns ensaios e iniciou uma série de pequenos shows por São Paulo. Confirmando o bom momento vivido, a banda foi convidada por um selo independente para participar da coletânea “Falange Rock II”, na qual gravou duas faixas: “A Prayer For The World” e “Lost In The Ocean”. Enquanto a faixa “A Prayer For The World” foi incluída durante alguns meses na programação da 89 FM - São Paulo, no programa “A Vez do Brasil” (dedicado ao underground), motivos pessoais levaram o tecladista Marcel Milano a deixar o grupo, sendo substituído por Douglas Baldan.

Após quase um ano de preparação, a banda iniciou em maio de 1997 a gravação do CD-demo “Far Beyond…”, produzido por Marcelo Pompeu (Korzus) e pelo próprio Delpht e, em 1998, Alexandre e Ronaldo partiram para a Europa a fim de divulgarem seu trabalho, passando pela Alemanha, França, Holanda, Bélgica e Inglaterra (neste último, fazendo uma jam em Londres, no show do guitarrista Le Burn). De volta ao Brasil, divergências musicais e pessoais quase decretaram o fim da banda, que acabou por se desmembrar, deixando apenas os próprios Alexandre e Ronaldo.

Prontamente, a dupla reuniu novos músicos: Daniel Bonanni (que assumiu tanto o baixo quanto os teclados) e Patrick Graue (guitarras), e deu início à pré-produção de ser primeiro CD. Posteriormente, a banda fechou um acordo com as gravadoras Laser Company e Die Hard Records, que concordaram em produzir o trabalho em parceria e no ano 2000, finalmente, as gravações de “Screams Of Ice” começaram. Além da faixa-título, dividida em três partes (Enemies, The Screams e Revenge), que conta a história do personagem Delpht, o CD ainda tem as canções “Ride Of The Valkyries”, “Till The End Of Time”, “Are You Still Smiling”, “Professional Puppets” e “Forever In The Unknown”; além de contar com participações mais do especiais de músicos nacionais e estrangeiros.

Editar esta wiki

Não quer ver anúncios? Assine agora

API Calls