Reproduzindo via Spotify Reproduzindo via YouTube
Saltar para vídeo do YouTube

Carregando o player...

Scrobble do Spotify?

Conecte a conta do Spotify à conta da Last.fm e faça o scrobble de tudo o que você ouve, seja em qualquer app para Spotify, dispositivo ou plataforma.

Conectar ao Spotify

Descartar

Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Wiki

All I Really Want To Do é o álbum de estreia da cantora, atriz e apresentadora estadunidense Cher. Foi lançado em 16 de outubro de 1965 pela Imperial Records.

O álbum foi produzido por seu marido e parceiro de dupla, Sonny Bono, com contribuições do arranjador Harold Battiste. O álbum após o seu lançamento, foi bem recebido positivamente pela crítica. O álbum foi o primeiro álbum de sucesso da carreira solo de Cher dos anos 1960, tanto no Reino Unido e os EUA.

Ao mesmo tempo em que a dupla Sonny & Cher estavam debutando sob selo Atco Records, Sony Bono arranjou um contrato para Cher com a gravadora Imperial. Após o sucesso da dupla com "I Got You Babe",Sony decidiu promover a carreira solo,produzindo ele mesmo seu primeiro álbum. O álbum é o primeiro projeto solo de Cher desde os singles (que fracassaram) de 1964: "Ringo, I Love You" e "Dream Baby", lançados sob os pseudônimos Bonnie Jo Mason e Cherylin respetivamente. All I Really Want to Do, da mesma forma que o álbum debut de Sonny & Cher contém um número substancial de covers, além de um vários estilos músicais contemporâneos,como faixas agitadas no estilo rock e folk, na intenção de diferenciar-se do estilo da dupla.

No álbum Cher faz cover de três canções do cantor Bob Dylan: "All I Really Want to Do", "Blowin' in the Wind" e "Don't Think Twice, It's All Right",bem como composições de Bono: "Needles and Pins",que foi um sucesso do grupo britânico "The Searches" em 1963. O álbum também incluí "I Go to Sleep" de Ray Davies (que depois seria regravada e com sucesso pelo grupo The Pretenders) e o cover de "See See Rider", arranjado por Sonny Bono, Charles Greene e Robert Stone. Os outros covers são: "She Thinks I Still Care", "The Bells of Rhymney" and "Come and Stay With Me"

Durante a sessão de gravação do álbum,Cher gravou uma composição de Bono chamada: "I'm Gonna Love You",que não foi incluída no álbum,mas fez parte do single "All I Really Want to Do" e na trilha sonora do filme de Sony & Cher de 1967: "Good Times".

Em 1992 All I Really Want to Do e o segundo álbum da artista: The Sonny Side of Chér,foram relançados em apenas um CD pela gravadora EMI. Já em 1995,a EMI lançaria uma compilação chamada The Originals que incluía: All I Really Want to Do,The Sonny Side of Chér e o terceiro álbum solo da cantora Chér.Em 2005 a BGO Records relançaria o álbum junto com The Sonny Side of Chér. O álbum sozinho,com suas doze faixas nunca foi lançado individualmente.

Editar esta wiki

Não quer ver anúncios? Assine agora

API Calls