Reproduzindo via Spotify Reproduzindo via YouTube
Saltar para vídeo do YouTube

Carregando o player...

Scrobble do Spotify?

Conecte a conta do Spotify à conta da Last.fm e faça o scrobble de tudo o que você ouve, seja em qualquer app para Spotify, dispositivo ou plataforma.

Conectar ao Spotify

Descartar

Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Wiki

Ideologia é o terceiro álbum solo do cantor de rock brasileiro Cazuza, lançado em 1988. É um disco conceitual e é também considerado o seu melhor álbum de estúdio e ganhou o Prêmio Sharp de melhor álbum, no ano de seu lançamento. É considerado um de seus melhores álbuns e nele Cazuza fala sobre sua relação com a AIDS e com a morte. A capa do álbum causou certa polêmica pois misturava suásticas e estrelas de Davi.

Entre as faixas, destacam-se grandes sucessos do cantor, como "Ideologia", "Brasil" e "Faz Parte do Meu Show"

"Ideologia" é a faixa-título do álbum e foi composta pela aclamada parceria de Roberto Frejat e Cazuza. É, junto a "Exagerado" e "O Tempo não Para", uma das músicas de maior sucesso do cantor. "Ideologia" foi uma das primeiras letras escritas por Cazuza após ter descoberto ser soropositivo, o que se mostra no verso "O meu prazer agora é risco de vida".

"Brasil" foi composta por Cazuza em parceria com George Israel do Kid Abelha e ganhou o Prêmio Sharp de melhor canção. É considerada uma declaração de amor ao país. No mesmo ano de seu lançamento, a canção foi regravada por Gal Costa numa versão mesclando o samba ao rock. Essa versão foi incluída como tema de abertura da novela Vale Tudo da Rede Globo e também recebeu um prêmio Sharp. Segundo algumas fontes, mas que nunca foi confirmado, "Brasil" teria sido composta pela tentativa de emular o sucesso de outro clássico do rock nacional, "Que País É Este?", composta por Renato Russo.

"Faz Parte Do Meu Show" foi composta por Cazuza em parceria com Renato Ladeira e destaca-se na obra de Cazuza por ter um arranjo bossa nova. Ganhou o Troféu Imprensa como melhor música de 1988. Foi gravada também pelo grupo Herva Doce com um arranjo rock e com algumas mudanças na letra, e por Rui Reininho, vocalista do Grupo Novo Rock, em seu disco solo Companhia das Índias.

Editar esta wiki

Não quer ver anúncios? Assine agora

API Calls