Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Biografia

Grupo formado em 1989 na Califórnia, por Robert Rowe (vocais/guitarras) e Sean Rowley (teclados/programação/vocais) com o single "What do you see".

Em 1990 lançam seu primeiro álbum, chamado Cause & Effect, um álbum excelente, com grandes músicas como a famosa "You think you know her", "Nothing Comes to Mind" e "The Echoing Green" além de um Remix de "What do you see" feito pelo Tony Garcia. Mas este álbum foi lançado numa gravadora independente, e numa pequena tiragem. Em 1991 assinam contrato com a Zoo, e lançam seu segundo álbum, o Another Minute, que é idêntico ao primeiro, só que vem com uma versão Dance de "What do you see" e também com duas outras versões de "You think you know her", todas Remixadas pelo Tony Garcia. "You think you know her" chegou a tocar aqui no Brasil, mas muito pouco, foi lançada num CD coletânea de Dance e só, "What do you see" foi tocada poucas vezes nas rádios. Em 1992 lançam o single "Another Minute", que é bem legal, e vem com uma música inédita, a "Unholy Day", que é uma das suas melhores. Richard Shepherd (bateria/programação/vocais) entra na banda para ajudar nos shows, então saem em turnê pelos Estados Unidos.
No final de 1992 saem em turnê com o Information Society, eles provavelmente viriam pro Brasil, mas logo depois de 6 shows, no dia 12 de novembro de 1992 durante a passagem de som de um show que fariam naquela mesma noite em Mineapolis, Sean Rowley morre de ataque do coração. Cancelam todos os shows e retornam a Califórnia, e acreditam que é o fim da banda. Depois de uma apresentação acústica em homenagem a Sean, resolvem continuar e formam uma nova banda, agora com Rob sem o cabelão e com Keith Milo(teclados/programação/vocais). Gravam um Demo na própria casa do Rob, vão atrás de um produtor, pois Sean também era o produtor da banda. Então em 1994 os 3 mais o famoso produtor Martyn Phillips (produtor do The Beloved) vão para Londres gravar o novo álbum, chamado Trip. O álbum já começa com um musicão, a "It's over now" seguida de "Inside out", "Alone", e a melhor do álbum, a "In Shakespeare's Garden", uma de suas melhores músicas, só ficando atrás de "What do you see". Era a prova que eles vinham pra ficar, fazem turnê pelos Estados Unidos, e infelizmente não vieram ao Brasil, de onde foram completamente esquecidos até hoje. Este CD é bem mais lento que o primeiro, bem calmo, com músicas que ficam no limite da calmaria total, e da raiva, é difícil explicar, só ouvindo mesmo, acho que talvez por causa da morte precosse do Sean. Dedicaram o álbum Trip a ele.
Neste mesmo ano, logo após o álbum lançam o single "It's over now" que estoura nas rádios, pistas Underground, e chega ao TOP 10 da Radio & Record's Alternative. Neste single, vem uma versão instrumental de "In Shakespeare's Garden", que se chama "Shakeaspeare's Sublimation", e uma música inédita, a "Words to hold on to" que também é uma de suas melhores músicas. Então passam 3 anos fazendo turnê pelos Estados Unidos, e neste meio tempo fundam sua própria gravadora, a Liquefaction, até que em 1997 lançam seu quarto álbum pela sua própria gravadora, o Innermoststation. Um álbum muito bom, que foi produzido pela própria banda, um pouco mais acústico que os anteriores, tipo um New Order, mas realmente muito bom. Conta com grandes músicas como "Eclipse", "Generation", "She's so gone" e a melhor do álbum, a "World is ours". Este CD ficou por muito tempo não disponível nas lojas, mas em 1999 assinaram com a Jarret Records para fazer sua distribuição e você pode encontrá-lo nas melhores lojas do mundo. Mas a Jarret acabou, e o CD parou de ser distribuído, mas ainda dá pra achar pela net.
Num outro projeto de Rob, ele está rodou um pequeno filme independente chamado "The Road to Las Vegas", uma comédia sobre 3 caras que vão embarcam numa aventura em Las Vegas, e acabam se metendo em problemas.
Neste meio tempo o baterista Richard Shepherd deixa a banda por problemas auditivos, e foi proibido de ouvir música alta e teve que não só deixar a banda, mas a música. A banda continuou com Rob e Keith na produção de novas músicas.
Lançam em 2003 seu novo EP chamado The Sunrise EP, que vem bem calmo e bem mais eletrônico que o álbum anterior. Traz músicas bem legais como a "Stay", bem diferente de seus últimos excelentes trabalhos. Como é só um EP, vem apenas 5 músicas, e mais 3 remixes das mesmas. Apesar de ser muito pouco pra 6 anos desde o último álbum, vem como um adiantamento do próximo álbum que ainda se espera pro final do ano ou início de 2004.

Editar esta wiki

Não quer ver os anúncios? Assine agora

API Calls