Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Biografia

  • Data de nascimento

    20 Outubro 1957 (idade 59)

Anouar Brahem nasceu a 20 de Outubro de 1957, em Halfaouine na Medina de Tunis. Encorajado pelo pai, Brahem começou, com dez anos de idade, a sua iniciação à música e ao Oud, instrumento que é uma espécie de alaúde renascentista, no Conservatório de Música de Tunes, tendo como professor Ali Scriti. Desde os quinze anos que se faz notar e é mesmo chamado a tocar com diversas orquestras. Com 18 anos, decide dedicar-se à música e retorna o trabalho com Ali Scriti.
Progressivamente, alarga a sua escuta a outros estilos musicais, sobretudo mediterrânicos, aos sons do médio oriente e, por fim, ao jazz. Afasta-se progressivamente de um ambiente dominado pela “chanson” e pela música de variedades. Pouco a pouco, dá concertos a solo e cria um público entusiasta e mobilizador.Em 1981, sente necessidade de novas experiências e parte para Paris onde encontra, nesta cidade cosmopolita, músicos de universos musicais distintos. Durante quatro anos, Anouar Brahem alarga os seus horizontes musicais compondo sobretudo para peças de ballet e para cinema. Regressa à Tunísia em 1985, e através de um convite do festival de Cartago, é-lhe possível reunir um grupo diverso de músicos, desde figuras marcantes da música da Tunísia até ao jazz francês, com nomes como François Couturier, François Jeanneau e Jean-Paul Celea.
O ano de 1990 é de mudança clara na sua carreira musical, cujo grande sinal é a sua entrada para o catálogo ECM de Manfred Eicher, de onde nasceram, até aos nossos dias, sete discos que foram extraordinariamente recebidos pelo público e pela crítica internacional.
Com o cd “Le pas du chat noir”, Anouar Brahem criou um disco surpreendente, atípico e extremamente pessoal, talvez o mais belo e, sem dúvida, o mais ambicioso, na companhia de François Couturier e Jean- François Matinier. Aprofundando as suas raízes, mas não temendo o encontro de culturas, Anouar Brahem inspira-se numa música, onde são notórias as influências africanas, bem como nas músicas mediterrânicas. Um projecto ambicioso, belo e inovador, que teremos oportunidade de comprovar na abertura do BragaJazz 2006.
Fonte: http://www.cm-braga.pt/html/bragajazz/bragajazz2006.htm

Editar esta wiki

Não quer ver os anúncios? Assine agora

Links externos

API Calls