Reproduzindo via Spotify Reproduzindo via YouTube
Saltar para vídeo do YouTube

Carregando o player...

Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Biografia

http://www.aditiverock.com
Imagine uma banda com uma sonoridade próxima do punk-rock/hardcore melódico com passagens complexas e pesadas e que ao mesmo tempo tem um pé no pop, essa é basicamente a proposta do Aditive.
Formada no ano de 2002 e conseguindo alguns feitos inimagináveis para uma banda de punk-rock/hardcore independente com tão pouco tempo de existência (tais como gravar um disco com menos de 4 meses de banda e vender 2 mil cópias em poucos meses) , o Aditive hoje deixa de ser uma promessa e com certeza passa a ser uma realidade.
Originalmente tendo 5 integrantes em sua formação ( Sandro – voz / Hospede – guitarra / Sonrisal – guitarra / Xim – bateria / BlackNigga - baixo), o Aditive sempre apostou numa proposta “diferente”, e a prova disso é a pegada marcante de seu debut-cd “Trilha Sonora para Ninguém em Especial” , lançado via Urubuz Records, selo independente do Rio de Janeiro. “Trilha Sonora” sem sombra de duvida, foi um dos grandes lançamentos do ano de 2002 (tendo sido incluído em várias listas de álbum do ano em diversos sites especializados, revistas e fanzines). É um álbum que consegue combinar a musicalidade pop/rock/hardcore/punk, em riffs marcantes e pesados, com muita melodia e velocidade. Uma estréia, para abrir com chave de ouro o caminho do Aditive, os colocando entre os grandes nomes do punk-rock/hc brazuca, e fazendo com que a banda começasse a conquistar um público fiel em boa parte do território brasileiro.
Após um rápido pit-stop ao final do ano de 2003, e uma leve arrumada na casa após a saída de alguns de seus integrantes (BlackNigga se mudara para o nordeste e Hospede não consegue conciliar as atividades com a sua outra banda, o Deadfish ), o Aditive começa 2004 gravando seu novo álbum. As gravações tiveram seu início ao final de fevereiro de 2004, exatamente no Carnaval, o período da festa profana; tempo que muitos tiram para descansar, justamente num período de “maré baixa” para o Rock, que esses 4 rapazes (agora, Sandro, assumindo guitarra e vocal – Sonrisal – Xim e o novato Flavinho) de São Paulo, se trancafiaram na casa do guitarrista Sonrisal, no tranqüilo bairro da Vila Madalena e com toda uma estrutura de home-estúdio, proporcionada por Sérgio Soffiati (produtor do primeiro e deste segundo álbum) conseguiram “cometer” um álbum ainda mais poderoso e inovador que o primeiro.
“Reverso”. Adjetivo. Que tem má índole; revirado, lado oposto ao principal, parte posterior, o que é contrário. No ano de 2004, “Reverso” ganha dimensões maiores e nela podemos incluir o “outro lado do Aditive”…o segundo trabalho de estúdio, lançado no mês de agosto, novamente pela Urubuz Records.
Com apenas 1 mês de lançamento e praticamente sem nenhuma divulgação feita, a primeira prensagem de 1000 copias de “Reverso” se esgota rapidamente e a resposta do público tem sido a melhor possível (vide músicas deste cd que ficaram por meses, entre as primeiras posições do Top 10 do site Trama Virtual ). O segundo álbum do Aditive é mais uma prova do talento destes 4 paulistanos e sem dúvida uma prova da grande evolução da banda. Um som mais coeso, harmonias tendendo rock, composições e letras mais maduras; com certeza um álbum que novamente vai influenciar a “molecada” que está começando. “Agora é tocar no máximo de lugares possíveis, ralar pra caramba” diz o guitarrista e vocalista Sandro, refletindo o atual momento e o espírito de todos os integrantes do ADITIVE. Enfim, a vontade é grande de mostrar essa nova face, e os fãs, assim como a banda, querem esta troca de energia. Estar tocando com a nova formação, mostrar material novo, algumas antigas, estar na estrada, sensações tão próximas e tão distantes para esta banda que faz do show seu principal cartão de visita…. Que venha o outro lado!

Márcio Gonçalvez (Urubuz Records)

Editar esta wiki

Não quer ver os anúncios? Assine agora

API Calls