Existe uma nova versão disponível da Last.fm, sendo assim, para manter tudo funcionando perfeitamente, recarregue o site.

Biografia

Jarbas e Waldo tocam juntos desde 1984, quando se conheceram no extinto grupo de pop-rock Avenida Paulista. Um dia, Jarbas compra um Korg Poly Six e começa a se interessar pela síntese de sons - ele próprio já era uma síntese de sons: na adolescência, enquanto estudava piano clássico e jazz, sua banda predileta era Emerson, Lake and Palmer.
Mais tarde, Depeche Mode e Front 242 entraram na lista, pois eles conseguiam juntar duas de suas paixões: tecnologia e música. Waldo entrou nessa mistura com uma base de rock progressivo - ele e os irmãos tinham uma banda na esteira de Jethro Tull e Pink Floyd. Waldo ainda estudou composição e regência na universidade, tocando baixo, guitarra e cantando. Quando o Avenida Paulista se desfez, os dois compraram uma bateria eletrônica e um sequencer, e seguiram testando novos sons.
Da banda de cinco, ficaram apenas os dois, mas agora com liberdade para experimentar o que bem entendessem. Já que Jarbas desenvolvia em paralelo uma carreira de sucesso na publicidade, como diretor de arte, o uso de imagens se tornou parte importante na apresentação da banda. A união da direção de arte com a música também levou Jarbas a dirigir clipes e criar capas de disco, ganhando experiência para o projeto AD. A partir de 96, a música do grupo foi gradualmente se aproximando das pistas de dança. As guitarras e baixos “King Crimsom” de Waldo se tornam mais funkeados, deixando a AD com uma sonoridade que lembrava versões "live" de big-beat.
Jarbas começava a levar às últimas conseqüências sua paixão pelos computadores, agregando ao seu estúdio particular uma batelada de editores digitais de audio, sintetizadores virtuais e editores não lineares de vídeo. Mergulhou na criação de batidas e texturas, para depois misturá-las com samples brasileiros e internacionais - como resultado, as peças funcionavam tanto dentro como fora das pistas.
Quando Waldo montou um pequeno estúdio de áudio digital em casa, a criação da banda se transformou numa intensa troca de cartuchos Jaz. Nos shows da AD, o uso de um VJ, “tocando” imagens e editando clipes ao vivo, em tempo real, além de acrescentar ainda mais balanço às músicas, expôs ao público o excelente trabalho visual da AD.
O disco de estréia da banda de música eletrônica formada então pelos paulistas Jarbas Agnelli( teclado e programação) e Waldo Denuzzo ( baixo e guitarra) é uma surpreendente colagem sonora, que presta homenagem a Tim Maia em A Noite Inteira e conta com a participação de Fernanda Young, recitando poemas em Plástico e Piscina. Lançado em 2000, este CD é uma fiel amostra do universo caótico e dançante do AD. O duo mostra aqui uma música eletrônica de primeira e já se tornou indispensável para os fãs deste estilo. (Fonte: http://trama.uol.com.br/portalv2/artista/index.jsp?id=35)

Editar esta wiki

Não quer ver os anúncios? Assine agora

API Calls