Playing via Spotify Playing via YouTube
Skip to YouTube video

Loading player…

Scrobble from Spotify?

Connect your Spotify account to your Last.fm account and scrobble everything you listen to, from any Spotify app on any device or platform.

Connect to Spotify

Dismiss

A new version of Last.fm is available, to keep everything running smoothly, please reload the site.

Coração de Madeira - Lyrics

Vida bela é novela, testa a gravidade
E volta com o pé no chão
As leoa, eu sequela, me apaixonei
Não dá pra falar que não, não dá pra falar que não
Vendo fantasma e as garça, as onça
As linda, e as falsa impressão
Devia aprender sem errar, mas não dá
Queria viver sem ter que me preocupar

Ensinem seus filhos a não acreditarem em tudo
Ensinem seus filhos a não acreditarem em tudo

Vida bela é novela, testa a gravidade
E volta com o pé no chão
As leoa, eu sequela, me apaixonei
Não dá pra falar que não, não dá pra falar que não
Vendo fantasma e as garça, as onça
As linda, e as falsa impressão (passou batido)
Devia aprender sem errar, mas não dá
Queria viver sem ter que me preocupar

Ensinem seus filhos a não acreditarem em tudo
Ensinem seus filhos a não acreditarem em tudo

Eram 3 da manhã, enquanto o povo dormia
Discutiam renda públicas e pra onde o país ia
Eu não entendi, não entendia
Por baixo dos tapetes da CIA
Um navio no oceano transporta agonias
Hospitais parado, e a vingança na veia
B.O na meia e meia hora pro fim da vida
Eu vim das ilhas, onde o amor era tudo que tinha
Eu vim pra vida real, com mó trânsito na avenida
Desvio, tiquatira, a quebrada quer, mas não observa
Que levaram minha erva, mas roubaram minha tia
Só merda na quebra, e o desmanche de veículos
As piores químicas pra uma zona esquecida
Mas não esqueci, cresci na vida
Enquanto MCs se atacavam
Na calada da noite o congresso escolhia
Qualquer progresso, já era
Alguma esperança, não vinha
Seguimos na guerra dos eu te amo na orgia

Nunca foi fácil, eu nem quis que fosse
Foda-se, ser melhor que ontem é o que tem pra hoje
Eu não vou me render ao ideal de Washington, não me convence
O Temer de informante foi pra presidente
E cê nem percebe que o seu voto
Muda quase nada ou nunca mudará
Ou você faz acontecer ou vai viver pra esperar
Terceirizam empresas, pro pobre não subir de classe
O boy cu que nunca faz nada ganha como se fizesse
Informação pouca, a vida é louca
Eu ligo uma coisa na outra
E só assim meu pensamento se faz vivo
Não fico de toca, a lei é outra, mente blindada é poucas
Minha opinião não é o que tá escrito no livro, porra
1995, não minto, as cartas ditam tudo as cartas falam tudo

E provam pros que não acreditam
Céticos, médicos, comprovam e provam a imagem ama
Enfermeiros pros enfermos sem cura machuca
É sempre aquilo lá, pílulas
Cujos efeitos colaterais já anularam da bula
E eu não pago mico pra ter onça, responsa não é só nas linha
E eu queria ser só seu, mas você nunca foi minha
A culpa traz o medo e move quando sussurra na nuca
E o que nunca vai mudar, merda é o que mais machuca
O tempo não para a vida não espera, já era mais um parceiro
Moro onde a fé move montanha de dinheiro e foda-se

Aspecto sombrio, espectro maldito
Spectra weril, navalha de aço afiaram o fio
Golpe rasga a sangue frio
Vidraça quebrada, sangue no chão
Quem nunca errou tava com pedra na mão
Gali vai caraí filosofia arcaica sai da lama
E chama pra si a responsa dama ilude louca
Sonho com uma nação de pensadores
Onde todo mundo sabe que é igual
Ao invés disso somos
Capitalistas, predadores e assassinos em potencial
Selva de pedra, coração de madeira
Paixão por perversa é querer arrumar pra cabeça
Esticar a raia pra sentir o coice da mula
Baby, lê a bula e vê se isso te faz bem
Meu baseado nunca fez mal pra ninguém, legaliza
Tira os menó do corre
Patrocínio do estado por trás da chacina
Também morre quem atira, karma é lei
Porque karma é lei e a justiça é divina

Vida bela é novela testa a gravidade e volta com pé no chão
As leoa eu sequela me apaixonei
Não dá pra falar que não, não dá pra falar que não
Vendo fantasma e as garça, as onça
As linda, e as falsa impressão
Devia aprender sem errar, mas não dá
Queria viver sem ter que me preocupar

Ensinem seus filhos a não acreditarem em tudo
Ensinem seus filhos a não acreditarem em tudo

Vida bela é novela testa a gravidade e volta com pé no chão
As leoa eu sequela me apaixonei
Não dá pra falar que não, não dá pra falar que não
Vendo fantasma e as garça, as onça
As linda, e as falsa impressão (passou batido)
Devia aprender sem errar, mas não dá
Queria viver sem ter que me preocupar
Ensinem seus filhos a não acreditarem em tudo
Ensinem seus filhos a não acreditarem em tudo

Ensinem seus filhos a não acreditarem em tudo

Writer(s): daniel silva cesário, sergio júnior damasceno de oliveira, lucas gali baioni carelli

Similar Artists

Don't want to see ads? Subscribe now

API Calls