Playing via Spotify Playing via YouTube
Skip to YouTube video

Loading player…

Scrobble from Spotify?

Connect your Spotify account to your Last.fm account and scrobble everything you listen to, from any Spotify app on any device or platform.

Connect to Spotify

Dismiss

A new version of Last.fm is available, to keep everything running smoothly, please reload the site.

Lyrics

Eles se encontram no cais do porto pelas calçadas
Fazem biscates pelos mercados, pelas esquinas
Carregam lixo, vendem revistas, juntam baganas
E são pingentes nas avenidas da capital

Eles se escondem pelos botecos entre os cortiços
E pra esquecerem contam bravatas, velhas histórias
E então são tragos, muitos estragos, por toda a noite
Olhos abertos, o longe é perto, o que vale é o sonho

Lyrics continue below...

Don't want to see ads? Upgrade Now

Sopram ventos desgarrados, carregados de saudade
Viram copos, viram mundos, mas o que foi nunca mais será
Mas o que foi nunca mais será
Mas o que foi nunca mais será

Cervavam mate, sorriso franco, palheiro aceso
Viravam brasas, contavam causas, polindo esporas
Geada fria, café bem quente, muito alvoroço
Arreios firmes e nos pescoços lenços vermelhos

Jogo do osso, cana de espera e o pão de forno
O milho assado, a carne gorda e a cancha reta
Faziam planos e nem sabiam que eram felizes
Olhos abertos, o longe é perto, o que vale é o sonho

Eles se encontram no cais do porto pelas calçadas
Viravam brasas, contavam causos, polindo esporas
Carregam lixo, vendem revistas, juntam baganas
Arreios firmes e nos pescoços lenços vermelhos

Cervavam mate, sorriso franco, palheiro aceso
Fazem biscates pelos mercados, pelas esquinas
Geada fria, café bem quente, muito alvoroço
E são pingentes nas avenidas da capital

Jogo do osso, cana de espera e o pão de forno
O milho assado, a carne gorda e a cancha reta
Faziam planos e nem sabiam que eram felizes
Olhos abertos, o longe é perto, o que vale é o sonho

Sopram ventos desgarrados, carregados de saudade
Viram copos, viram mundos, mas o que foi nunca mais será
Mas o que foi nunca mais será
Mas o que foi nunca mais será

Writer(s): MARIO BARBARA DORNELLES, SERGIO NAPP

Don't want to see ads? Upgrade Now

Features

API Calls