Playing via Spotify Playing via YouTube
Skip to YouTube video

Loading player…

Scrobble from Spotify?

Connect your Spotify account to your Last.fm account and scrobble everything you listen to, from any Spotify app on any device or platform.

Connect to Spotify

Dismiss

A new version of Last.fm is available, to keep everything running smoothly, please reload the site.

Bello y Frágil - Lyrics

Novos tempos onde nascem nossos filhos.
O enredo... Passado em segredo, crescem os vícios.
Mestra o artifício, magos em seus ofícios.
Começa e termina nisso, seres regendo seus ritos.

A questão de tudo, irmão, o que me remete:
Corações aflitos, eu e mais 100 dona helens.
Aonde o plano cede, a fita que mais se repete
Entre todas nessa era, drama de uma mãe solteira (à vera...)

A esfera que me gera, onde me descobri,
Entre o amor e a perda pisar, tendo a certeza
Da razão de andar só, mas sempre tê-la.
E assim não revertê-la, com medo de perdê-la.

É mais profundo, irmã, o ontem ainda é amanhã.
Perceba, que necessitamos de você pra ter firmeza.
Frágil, onde o olhar triste faz clamor...
Sem amor aqui tudo inflama mais ágil, irmão...

E no sentimento o mundo gira,
Todo mundo vira boneco de argila.
Na subida uns oscilam,
E quem não sente só atrita com você,
É tão visível que aqui todo mundo é frágil.

E no sentimento o mundo gira,
Todo mundo vira boneco de argila.
Na subida uns oscilam,
E quem não sente só atrita com você,
É tão visível que aqui todo mundo é frágil.

Aqui tudo se assemelha. O céu, pólen. Nós, abelha.
Multidão vendo o fio de luz da telha.
Quebrada, eu presencio o nível, é incrível,
O mais rude por aqui é o mais sensível.

Fardo pesado, olhar cansado e de pele parda,
Com o mundo nos ombros e as costas curvadas.
Parece que foi sempre assim, se ferir pra viver.
A fragilidade só nos ensina a rebater.

Algo a se abster, a garrafa já torcida.
No fim da tarde, na minha cidade a felixibilade.
É o veneno como soro, invade, num pião sem fé,
Sem saber por que fui bem aceito nessa margem.

É aí que o plano morre, irmão,
Na visão que a luz se abala na frente da escuridão.
Frágil, onde o olhar triste faz clamor...
Sem amor aqui tudo inflama mais ágil, irmão...

E no sentimento o mundo gira,
Todo mundo vira boneco de argila.
Na subida uns oscilam,
E quem não sente só atrita com você,
É tão visível que aqui todo mundo é frágil.

E no sentimento o mundo gira,
Todo mundo vira boneco de argila.
Na subida uns oscilam,
E quem não sente só atrita com você,
É tão visível que aqui todo mundo é frágil.

Don't want to see ads? Subscribe now

API Calls