Playing via Spotify Playing via YouTube
Skip to YouTube video

Loading player…

Scrobble from Spotify?

Connect your Spotify account to your Last.fm account and scrobble everything you listen to, from any Spotify app on any device or platform.

Connect to Spotify

Dismiss

A new version of Last.fm is available, to keep everything running smoothly, please reload the site.

Labirinto - Lyrics

Ter paz é um momento raro
Com a raiva no talo paro pra pensar
Tô num labirinto, vivo no instinto
Abro vinho tinto pra aliviar
Sinto meu pé flutuar do chão
Minto pra mina do meu colchão
Que tudo tá bem, mas nada tá bem
E eu não faço ideia de como ficar
Não faço ideia de como focar
Tudo que eu toco tenho o dom de quebrar
Suicide Mind, tô com a cabeça na mira da AK

Esqueça do lado de cá
Ajuda não é pra qualquer um
Se bobear, quando menos esperar
Depressão te ponha na vala comum
Acostumei com o jogo sujo
O absurdo não é nada estranho
Até é mais fácil atirar
Se o inimigo tiver o dobro de tamanho
Então me testa se quiser
Mas nunca toque ou fale dos meus planos
Eu sou um pontapé do page
Dispo pra quebrar a porra do seu crânio

Eu não sou santo e nem tentei
Já lutei tanto e eu mesmo sei
Que quando o dia fica escuro
Geral some e não sobra ninguém
Contra mim tô produzindo provas
Mas vivo do jeito que quero viver
Sou quem sou, sem mascarar
Que se foda se isso incomoda você, porra

Tem dias que eu me sinto
Como em um labirinto
Meio perdido
Mas ainda tô de pé
Mundo cruel
Então não vou mostrar o que eu sinto
Eu vim pra guerra
E seja o que Deus quiser

Tem dias que eu me sinto
Como em um labirinto
Meio perdido
Mas ainda tô de pé
Cês são cruéis
Então não vou mostrar o que eu sinto
Eu vim pra guerra
E seja o que Deus quiser

Olhares estranhos perseguem
Mano, a vida não é doce
Talvez nem todos com maldade
Mas eu ajo como se fossem
Eu sei qual é o gosto do sangue
E já experimentei o fracasso
Voltei preparado, que se foda tudo
Não vão me ganhar no cansaço
Caço pique cangaço
Em tudo o que eu faço uso a teoria do jogo
Cada passo é calculado
Mano, eu brinco com o fogo
Às vezes flerto com a morte
Confesso que ela me chama
Me seduz e provoca
Como se fosse uma puta em minha cama

Deixo todos tão confusos
Meus planos eles nunca sabem
Se o olho é a janela da alma
Eu tô vivendo como Ray Charles
Escuridão é proteção
E assim ninguém sabe o que eu sinto
Como em O Grande Dragão Branco
Eu aprendi a atacar no instinto
Tipo um matador, caçador
Guardo espólios na estante
Bem-Vindo ao sub-mundo
Nona camada do Inferno de Dante
Mano, não é ser arrogante
Mas vivo do jeito que eu quero viver
Sem mascarar, não vou parar
Que se foda se isso incomoda você, porra

Tem dias que eu me sinto
Como em um labirinto
Meio perdido
Mas ainda tô de pé
Mundo cruel
Então não vou mostrar o que eu sinto
Eu vim pra guerra
E seja o que Deus quiser

Tem dias que eu me sinto
Como em um labirinto
Meio perdido
Mas ainda tô de pé
Cês são cruéis
Então não vou mostrar o que eu sinto
Eu vim pra guerra
E seja o que Deus quiser

Don't want to see ads? Subscribe now

API Calls