Playing via Spotify Playing via YouTube
Skip to YouTube video

Loading player…

Scrobble from Spotify?

Connect your Spotify account to your Last.fm account and scrobble everything you listen to, from any Spotify app on any device or platform.

Connect to Spotify

Dismiss

A new version of Last.fm is available, to keep everything running smoothly, please reload the site.

A maior dádiva que te dou é não te tocar - Lyrics

As mãos frias sobre o teu pescoço, sobre o teu respirar,
Causam arrepios e provocam o pânico,
Sem controlo tentas escapar.

Na pele abrem-se as fendas que deixam transparecer o teu medo,
A tua fala fica suspensa, queres desaparecer,
Mas não reconheces nada à tua volta

Com as mão /
será a minha angústia
Que uso /
Devoras a voz uma vez
Para te /
Roubas a inocência que fiz
Comer /
Vês-te na cor da minha carne

As mãos cobrem-te a boca, perdes os sentidos, mas não acaba.
Horas que parecem séculos, a tremer…
Sem segurança nem réstia de esperança

Fraquejam-te os membros, o suor escorre,
O tempo ganha dimensões perpétuas
Enquanto vais para dentro de ti
Com o desejo do fim

Com as mão /
será a minha angústia
Que uso /
Devoras a voz uma vez
Para te /
Roubas a inocência que fiz
Comer /
Vês-te na cor da minha carne

Dormente, esqueces-te de ti
Perturbada, só pensas em mim

Cinco sentidos, outros tantos pesadelos
A visão atordoada e real
O cheiro do teu receio animalesco
O sabor podre das minhas mãos
Na tua boca, ouvir o estranho, a voz a gritar de fora
É o toque áspero que te domina a consciência
Que chegou o momento do terror

É o que sempre quiseste ser, mas que nunca te vai abandonar,
Entoas o teu choro e embalas para o esquecimento
Ah que som esse…
Olhos de vidro baloiças num movimento incessante
Rasgas a roupa, queimas a tua beleza
Só tu sabes o que é viver encarcerada

Com as mão /
será a minha angústia
Que uso /
Devoras a voz uma vez
Para te /
Roubas a inocência que fiz
Comer /
Vês-te na cor da minha carne

Similar Tracks

Similar Artists

Don't want to see ads? Subscribe now

API Calls