Playing via Spotify Playing via YouTube
Skip to YouTube video

Loading player…

Scrobble from Spotify?

Connect your Spotify account to your Last.fm account and scrobble everything you listen to, from any Spotify app on any device or platform.

Connect to Spotify

Dismiss

A new version of Last.fm is available, to keep everything running smoothly, please reload the site.

Lyrics

Nem liga se o banco de trás virar rave
Se eu já repeti várias vezes esse som
Daqui pras quatro é louça
Janela vai tremer na rua toda

Desculpe minha lombra (uuoh)
Foda-se a insônia (uuoh)
Pois quem dorme, sonha
Quem vive, realiza
E eu elevo o nível (do imprevisível)

Lyrics continue below...

Don't want to see ads? Upgrade Now

Desculpe minha lombra (menina)
Foda-se a insônia (insônia)
Pois quem dorme, sonha
Quem vive, realiza essa porra toda

De mim, se pode esperar tudo
Menos isso que cê tá pensando agora
E o resumo é muito mais que uma longa história pra contar
É o sabor do desprazer, e a aurora
É como um beijo com gosto de vodka
Porque aprendi cedo a fugir da lógica

Ter como maior medo a rotina metódica
E vi que o segredo de uma vida sólida
É quebrar estatística, deixa o mundo girar
Já pensou se eu parasse naqueles dias de chuva
Em que a lama atrapalhava e o Sol insistia em brilhar?
A vida amedrontava mais do que a viela escura
Mas me provocar loucura é só mais uma dádiva

Se o banco de trás virar rave
Se eu já repeti várias vezes esse som
Daqui pras quatro é louça
Janela vai tremer na rua toda

Desculpe minha lombra (uuoh)
Foda-se a insônia (uuoh)
Pois quem dorme, sonha
Quem vive, realiza
E eu elevo o nível (do imprevisível)

Desculpe minha lombra (minha lombra)
Foda-se a insônia (insônia)
Pois quem dorme, sonha
Quem vive, realiza
E eu elevo o nível (do imprevisível)

Estúpido até posso ser
Mas pra ser bem sincero
Não sei o que cê acha
Mas sei bem o que quero
Vou atrás do que importa
Outra parte, eu espero
Hoje ganho o mundo e depois um V12 amarelo
Viva seu sonho e foda-se a insônia
A gente aprende, a gente apanha
Banco de trás é Babilônia
Mais um residente dessa longa vida cigana, carai!
Partiu pro dia seguinte
Vai desculpando minha lombra
De um insano fim de semana
Carreta atribulada, a firma muda de cena
Incerto de perder no jogo, quando no amor já se ganha

Se o banco de trás virar rave
Se eu já repeti várias vezes esse som
Daqui pras quatro é louça
Janela vai tremer na rua toda

Desculpe minha lombra (uuoh)
Foda-se a insônia (uuoh)
Pois quem dorme, sonha
Quem vive, realiza
E eu elevo o nível (do imprevisível)

Desculpe minha lombra (minha lombra)
Foda-se a insônia (insônia)
Pois quem dorme, sonha
Quem vive, realiza
E eu elevo o nível (do imprevisível)

Writer(s): Andre Eduardo Pedro Pinto

Don't want to see ads? Upgrade Now

Features

API Calls