Playing via Spotify Playing via YouTube
Skip to YouTube video

Loading player…

Scrobble from Spotify?

Connect your Spotify account to your Last.fm account and scrobble everything you listen to, from any Spotify app on any device or platform.

Connect to Spotify

Dismiss

A new version of Last.fm is available, to keep everything running smoothly, please reload the site.

Lyrics

Sempre desconfiado
220 de insanidade de loucura

De quem sabe o peso
Da quadrada na cintura

Lyrics continue below...

Don't want to see ads? Subscribe now

De quem vive o risco de
Tromba com a viatura

Não é a vida que eu quis
Mais não da pra interferir

Sustento um pivete com
Lucro que eu consegui

Vários tubarão tentando devorar
Quantos tive que derrubar

Pra chegar até aqui?!
Minha cabeça a prêmio

E eu com prêmio na cabeça
Vou cobrar uns arrombado

Antes que eu me esqueça
Antes que me esqueçam

Dentro de uma cova rasa
Cheio de formiga e a cara cheia de bala

Mais se eu cair quem é que vai chorar?
Outros amanhã já tomaram meu lugar

Mais se eu cair quem é que vai chorar?
Avisa pra coroa que o filho não vai volta

É foda mano...

- Carae muleque!
Aê! Descolamo um canalzin ali

Pra ganha uma grana facin brow
Facin bora?!

Vishh mano, uma grana?
Pô, não vai da não.

Vou cola no estúdio ali mano
Mais firmeza!

OH!

Olho aberto com oportunidade fácil
Facilidade levo rápido uns amigos

Quem te julga nem se preocupa contigo
Vários mano não chegaram na minha idade

Vários manos que se parecem comigo
Que tem trampo nessa porra com passagem?

Uns fala de humildade
E nem cumprimenta mendigo

Longe da tela principal
Onde as rainhas costumam limpar carpete

Sonho de princesa é estourar com um boy rico
O pequeno príncipe só quer subir na hornet

Tira a fantasia então deixa realidade
Sempre acostumado a ouvir dizer não pode

Enfia no bolso a merda dessa igualdade
Enquanto o menor

É barrado de entrar no shopping
Meros detalhes mudam vivência

Vivência pra entender os detalhes
Nem todos são aquilo que tu pensa

Todos que pensam nem sabe
Quero subir por cima dos destroços

Sem limitar o que posso
A vida sempre cobrando meus passos

Nada pessoal
São só meros negócios

É foda mano...

Don't want to see ads? Subscribe now

Features

API Calls