Playing via Spotify Playing via YouTube
Skip to YouTube video

Loading player…

Scrobble from Spotify?

Connect your Spotify account to your Last.fm account and scrobble everything you listen to, from any Spotify app on any device or platform.

Connect to Spotify

Dismiss

A new version of Last.fm is available, to keep everything running smoothly, please reload the site.

Lyrics

Medellin
W

Quem foi, não ressuscita
Ouvi de um bandido velho, me ouve e não me imita
Vários no cemitério alimentando os parasita
Me diz como é que fica
Adrenalina excita
Menor pega o toca-fita depois troca pela brita
Ninguém acredita por isso não hesita
No dia de visita, a brilhosa é sua marmita
A vida é bonita, é nóis que se complica
Sem linha no carretel, tu quer voar mais do que a pipa
Acendo um incenso pra amenizar o que penso
Minha mente tá um incêndio, ouço vozes no silêncio
Não perco o bom senso mesmo no clima tenso
As roupas tão no lenço, se eu desisto eu não venço
Vida não é só dinheiro, preserve sua saúde
Nem tudo que brilha é ouro, muita gente se ilude
O tempo é traiçoeiro igual areia movediça
Se tu tá parado, ela te engole na preguiça
Vida te asfixia
Me fala o que tu fez pra melhorar seu dia

Lyrics continue below...

Don't want to see ads? Upgrade Now

Pior do que rajada de 762
Nunca boto a carroça na frente dos bois
Hoje chove nota, mas amanhã se foi
Marginal literatura, mano, Felp22

Nas ruas que eu ando
As alma tão perdida e meus irmão na fome
De assaltar um banco
Mantenha o equilíbrio, não se perca no ciclone

Tony Montana na caminhada em Miami
Na jogada, no estilo Kobe Bryant
Potente e certeiro igual fuzil Fazan
Casa que toca as ruas vira uma Atlanta
Belas donzelas, bebidas e fumo
Fazendo a pivetada seguir outro rumo, ahn
Olhe na tela a propaganda pro consumo
O álcool que te encanta pode te deixar de luto
Selvagem e forte, me adapto em qualquer campo
Falam que é sorte, mas não quer trampar o que trampo
É meu esporte, pra queda 'cê torce tanto
Diz que é malandro e põe meu número no grampo
Tu tá velho pra recalque e age igual jardim de infância
Quando viu, cumprimentou, pra não sair de ambulância
Correria cabulosa e vagabundo se oprime
Não faz o seu direito e quer falar do meu Supreme
Renasci das cinza na disciplina ninja
Fazer valer a vida, que o mal não me atinja
No pente é só de 30, serviço nós não brinca
Banho de gasolina, jogo a brasa da guimba

Pior do que rajada de 762
Nunca boto a carroça na frente dos bois
Hoje chove nota, mas amanhã se foi
Marginal literatura, mano, Felp22

Nas ruas que eu ando
As alma tão perdida e meus irmão na fome
De assaltar um banco
Mantenha o equilíbrio, não se perca no ciclone

Don't want to see ads? Upgrade Now

Features

API Calls