A música autoral não foi a primeira opção da João e Os Poetas de Cabelo Solto, que começou a carreira em 2007 fazendo shows cover do Los Hermanos em festas universitárias. Mas depois de um certo tempo, os ensaios e encontros dos integrantes começaram a aumentar o desejo de fazer um som próprio, que agora é selado com o primeiro álbum completo da banda, homônimo, lançado em março de 2012.

Los Hermanos pode ser a chave, mas o álbum de estreia da banda vai além. Tem de tudo ali: do novo do Strokes, passando por Chico Buarque e chegando até à música instrumental, como Maria Schneider e o tango de Piazolla. A pluralidade se deve ao número de integrantes – sete, no total – que dizem um dia chegar com um CD novo de indie rock, e no outro, viajar ouvindo a Sinfonia “Do Novo Mundo”, de Dvorák.

A ideia de trabalhar na música autoral surgiu de repente. Em 2010, foram surgindo as primeiras letras e ideias. Logo depois do primeiro EP, no mesmo ano, o processo de composição começou a ser levado mais a sério, e a banda teve de adaptar o pouco
tempo de ensaios que possuía por semana à sua forma de conceber as músicas: primeiramente, a composição de letra, melodia e harmonia e depois os arranjos com o
time completo.

Todas as influências e este processo sistemático são fatores bastante nítidos no disco, composto por dez faixas – algumas já conhecidas do público, outras inéditas. Com o trabalho, a João e Os Poetas de Cabelo Solto se mostra definitivamente preparada para
sair cada vez mais do eixo Campinas-São Paulo e atingir um novo público - que só precisa “curtir” a página da banda no Facebook para ouvir o álbum e chegar até eles ou procurar pelos bons blogs de música onde, certamente, o CD estará lá para download gratuito.

A banda já abriu apresentações de bandas como Forgotten Boys, Seu Chico e Móveis Coloniais de Acaju, além de ser atração principal de vários eventos realizados pela região, incluindo a Virada Cultural de Campinas.

Além dos dois trabalhos recentes, eles também marcam presença na coletânea Is This Indie, do Rock ‘n’ Beats, com uma versão de “Soma, do Strokes, e na Re-trato, do Musicoteca, que trará em abril a roupagem da banda para “É de Lágrima”, do Los Hermanos.

Integrantes:
Bernardo Penha (Teclado)
Gui Alves (Guitarra)
Lucas Camporezzi (Voz)
Luis Haruna (Trompete)
Pedro Alliprandini (Sax Tenor/Clarinete)
Rafael Gomes (Baixo)
Ronaldo Prascidelli (Bateria)

Edited by Shadooki on 6 Jul 2012, 13:23

All user-contributed text on this page is available under the Creative Commons Attribution/Share-Alike License.
Text may also be available under the GNU Free Documentation License.

Factbox

Generated from facts marked up in the wiki.

No facts about this artist

You're viewing version 1. View older versions, or discuss this wiki.

You can also view a list of all recent wiki changes.

More Information

From other sources.

Links