A new version of Last.fm is available, to keep everything running smoothly, please reload the site.

May 8

Exploding Star Orchestra

Featuring Rob Mazurek, Jason Adesiewicz and 13 more artists at SESC Vila Mariana

Date

Friday 8 May 2009Saturday 9 May 2009

Location

SESC Vila Mariana
Rua Pelotas 141, Brazil

Show on map

Description

Big band formada por quinze instrumentistas de vanguarda de bandas como Tortoise, Art Ensemble of Chicago, Isotope 217, Chicago Underground, The Eternals e Hurtmold apresenta peça inédita em dois concertos em São Paulo
Com dois discos lançados (“We are all from somewhere else" e “Bill Dixon with Exploding Star Orchestra”, ambos pelo selo Thrilljockey), a Exploding Star Orchestra dirigida pelo trompetista norte-americano Rob Mazurek se apresenta pela primeira vez no Brasil, nos dias 08 e 09 de maio (sexta e sábado), no teatro do SESC Vila Mariana.
O espetáculo - que traz a peça inédita "The 63 Moons of Jupiter", composta por Mazurek especialmente para os concertos paulistanos, e a composição do primeiro disco "Stingray and the Beginning of Time" - conta com quinze instrumentistas conceituados vindos de bandas como Tortoise, Art Ensemble of Chicago, Isotope 217, The Eternals, Chicago Underground e Hurtmold. No palco, três saxofones, três baterias, vibrafone, marimba, flautas, baixo, eletrônicos, percussão, trombone, cavaquinho e vocalizações. O saxofonista Roscoe Mitchell, do lendário Art Essemble of Chicago, aos 79 anos, é convidado especial do grupo nas apresentações na cidade.
A Exploding Star Orchestra foi formada no começo de 2005, quando o Chicago Cultural Center e o Jazz Institute incumbiram o trompetista norte-americano Rob Mazurek de montar um grupo para representar o lado mais contemporâneo, avant-garde, da música de Chicago para um concerto no tradicional Millenium Park.
O trompetista, que atualmente vive no Brasil e integra o SP Underground e a banda do projeto solo de Marcelo Camelo (ex-Los Hermanos), compôs e construiu as peças do primeiro álbum da Exploding Star Orchestra em Manaus, no Brasil; em Fontevraud, na França, e em Chicago. Após algumas performances ao vivo, o disco "We are all from somewhere else" foi gravado por John Mcentire (Tortoise, Sea & Cake) no Soma Studios, em Chicago. Composto por três sessões distintas que contam a história de uma estrela que explode e passa por diversas transformações cósmicas, o álbum foi bastante elogiado pela imprensa americana. O segundo registro “Bill Dixon with Exploding Star Orchestra” traz o célebre e controverso trompetista tocando composições suas e de Rob Mazurek em companhia dos músicos do grupo.

EXPLODING STAR ORCHESTRA (EUA) NO TEATRO DO SESC VILA MARIANA
DIAS 08 E 09 DE MAIO (SEXTA-FEIRA E SÁBADO), ÀS 21H
SESC Vila Mariana
Rua Pelotas, 141 - Vila Mariana
Tel.: 11 5080 3000
Ingressos R$ 40,00 (inteira); R$ 20,00 (usuário inscrito no SESC e dependentes, + 60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino); R$ 10,00 (trabalhador no comércio de bens e serviços matriculado no SESC e dependentes)
www.sescsp.org.br

Myspace do Exploding Star Orchestra

INTEGRANTES EXPLODING STAR ORCHESTRA EM SÃO PAULO
Rob Mazurek (Chicago Underground, Isotope 217, SP Underground e Marcelo Camelo)
Rob Mazurek é compositor de música abstrata, improvisador, trompetisa (cornet), pintor e artista multimídia. É peça importante na vibrante cena musical de Chicago e participa de diversos grupos como Chicago Underground, Isotope 217, Mandarin Movie e Exploding Star Orchestra. Seus trabalhos foram lançados por várias gravadoras como Delmark, Thrill Jockey, Aesthetics, Submarine, Mego, entre outras. Seu trabalho já foi comentado em publicações como The Wire, Rolling Stone, New York Times, Chicago Tribune e Bomb. Já colaborou com Jim O'Rourke, Luc Ferrari, Tigersmilk, Ted Sirota's Rebel Soul Ensemble, Bill Dixon, Gastr del Sol, Noamnesia, Active Ingredients, Tortoise, Brokeback, Stereolab, Pan American, Sam Prekop. No Brasil, Mazurek colabora frequentemente com a banda paulistana Hurtmold, inclusive na turnê do disco solo de Marcelo Camelo e participa do SP Underground.
Exploding Star Orchestra: cornet. Diretor e compositor da orquestra.

Roscoe Mitchell (Art Ensemble of Chicago e AACM)
Nasceu em Chicago em 1940. Um dos melhores saxofonistas do movimento artístico da AACM e multi-instrumentista, seu nome estará para sempre ligado ao Art Ensemble, grupo de que ainda é membro e com quem esteve no Jazz em Agosto de 1987, com a sua formação original. Em 1961, após o serviço militar, Mitchell liderou um sexteto hard bop em Chicago, que se tornou cada vez mais experimental. Foi o primeiro membro da AACM a gravar (Sound, Delmark, 1966) e recebeu já vários prémios e condecorações das seguintes entidades: National Endowment for the Arts, Wisconsin Arts Board, Vilas Foundation, University of Wisconsin-Madison, e uma bolsa de pesquisa do IRCAM.As inovações de Roscoe Mitchell como solista e compositor colocam-no na vanguarda da música contemporânea há mais de vinte anos.
Exploding Star Orchestra: saxofones

Nicole Mitchell (Black Earth Ensemble e AACM)
Flautista, compositora, bandleader, educadora e co-presidente da já lendária AACM (Association for the Advancement of Creative Musicians - Chicago). Nicole já tocou com nomes como George Lewis, Miya Masaoka, Anthony Braxton, Orbert Davis, Lori Freedman, Muhal Richard Abrams, Hamid Drake, David Boykin, Ed Wilkerson e Rob Mazurek. Foi eleita a melhor flautista de 2006 pela revista Downbeat e nomeada "Chicagoan of the year" pelo Chicago Tribune
Exploding Star Orchestra: flautas e voz

John Herndon (Tortoise, Isotope 217, For Carnation e A Grape Dope)
Um dos membros mais ativos e presentes da cena de Chicago nos últimos anos, Herndon tem sua formação no punk rock. Membro fundador do Tortoise, Herndon já colaborou com Isotope 217, Prefuse 73, For Carnation, Rob Mazurek Quintet, Ken Vandermark e incontáveis outros. Johnny também compõe sozinho sob a alcunha de A Grape Dope.
Exploding Star Orchestra: bateria

Chad Taylor (Chicago Underground, Iron & Wine e Active Ingredients)
Chad toca profissionalmente desde os 14 anos de idade. Em 1991 ele se mudou para Nova Iorque e tocou com Lou Donaldson, Leon Parker, Junior Mance e Mark Turner. Em 1996 ele voltou para Chicago e retomou seus trabalhos com Mazurek, membro chave do coletivo Chicago Underground. Já tocou com Fred Anderson, Ernest Dawkins, o falecido baixista do Art Ensemble of Chicago Malachi Favors, Billy Brimfled, Henry Grimes, Marc Ribot, e inúmeros outros.
Exploding Star Orchestra: bateria

Jason Adesiewicz (Rolldown e Loose Assembly)
Membro prolífico da cena de jazz e música improvisada de Chicago, Adasiewicz toca hoje em mais de 20 grupos, incluindo Guillermo Gregorio Trio, Fred Lonberg-Holm's Valentine Trio +1, Rob Mazurek quintet, Loose Assembly, Nicole Mitchell Quartet e Ken Vandermark Double Quartet, além de liderar seu próprio grupo, Rolldown.
Exploding Star Orchestra: vibrafone

Matthew Lux (Isotope 217, Iron & Wine e Tranquility Bass)
Veterano da cena funk de Chicago, Lux já tocou com inúmeros grupos notáveis na cidade mas, infelizmente, não possui registros dessas colaborações em discos e gravações. Suas imaginativas colaborações são indispensáveis para grupos como Isotope 217, Rob Mazurek Quintet e Exploding Star Orchestra. Sua versatilidade pode ser verificada em suas colaborações com o experimentalista da dance music Tranquility Bass.
Exploding Star Orchestra: baixo

Steve Swell
Nascido em Newark, New Jersey, Steve Swell mora, trabalha e cria em Nova Iorque desde sempre. Já excursionou e gravou com nomes como os renomados Lionel Hampton e Buddy Rich, até notórios vanguardistas como Anthony Braxton, William Parker e Jemeel Moondoc. Swell tem 12 discos como líder e co-líder e já fez parte de mais de 60 outros títulos.
Exploding Star Orchestra: trombone

Kevin Drumm
Formado pela cena de música improvisada de Chicago, Drumm se tornou nos anos 90 um dos principais guitarristas de vanguarda do mundo. Desde então seu trabalho se expandiu e inclui composições eletroacústicas e música eletrônica ao vivo criada com laptops e sintetizadores modulares analógicos. Seus primeiros trabalhos são mais quietos e esparsos, já seu trabalho mais recente é consideravelmente mais denso. Já trabalhou com o guitarrista japonês Taku Sugimoto, Jim O'rourke, o saxofonista sueco Mats Gustafsson e o trompetista alemão Axel Dorner. Drumm também trabalhou com a Territory Band de Ken Vandermark.
Exploding Star Orchestra: eletrônicos

Matt Bauder
Pupilo do lendário Anthony Braxton, o Stockhausen do jazz moderno, e membro ativo de cena de vanguarda americana.
Exploding Star Orchestra: clarone e sax tenor

Matana Roberts (Sticks & Stones, Burnt Sugar Orchestra e AACM)
Nascida em Chicago, Matana já colaborou com Steve Lacy, Eugene Chadbourne, Hery Grimes, Hannah Marcus, Fred Anderson, Nicole Mitchell, Jeff Parker, Robert Barry, Joe Maneri, Miya Masaoka, Vijay Iyer, David Boykins e Ralph Alessi, além de fazer parte dos grupos Sticks and Stones e Burnt Sugar Orchestra.
Exploding Star Orchestra: sax alto

Mike Reed (Loose Assembly)
O baterista improvisador Mike Reed é parte da vibrante cena de Chicago desde 1997. Toca regularmente com David Boykin, Nicole Mitchell, Jeff Parker, Axel Doerner, Josh Abrams, Jim Baker, Rob Mazurek, entre outros. Como líder, Reed lançou discos com o Treehouse Project e com seu quinteto Loose Assembly.
Exploding Star Orchestra: bateria

Damon Locks (The Eternals e Trenchmouth)
Vocalista e membro fundador do Trenchmouth nos anos 90 e mais tarde dos Eternals, Damon é uma figura extremamente querida e requisitada em Chicago. Ilustrador e artista plástico, Damon já fez capas para discos de bandas como At the Drive-in, Jai-alai savant, Omar Rodriguez-Lopez, Hurtmold, entre outros.
Exploding Star Orchestra: voz

Guilherme Granado (Hurtmold, Bodes & Elefantes, SP Underground e Marcelo Camelo)
Atua no cenário da música underground paulistana desde a década de 1990. Foi baixista da banda punk Againe e atualmente toca nas bandas Hurtmold, SP Underground, Nelson Mazica e Bodes & Elefantes, além de acompanhar Marcelo Camelo (ex-Los Hermanos) em seu projeto solo. Já colaborou com nomes como Mike Ladd, High Priest (Antipop Consortium), Rob Mazurek, Dan Bitney (Tortoise, Isotope 217) e Paulo Santos (Uakti). Possui um disco solo lançado de seu projeto Bodes & Elefantes, dois discos com o SP Underground e mais cinco registros com sua banda Hurtmold (sendo um deles o split CD com o trio de Chicago The Eternals).
Exploding Star Orchestra: marimba, eletrônicos e percussão

Maurício Takara (Hurtmold, Mtakara, SP Underground e Marcelo Camelo)
Mauricio Takara está envolvido no cenário musical brasileiro, predominantemente como baterista e percussionista, mas toca trompete e outros instrumentos, além de usar programações eletrônicas. Já colaborou com vários artistas nacionais e internacionais como Otto, Nação Zumbi, Damo Suzuki, Naná Vasconcelos, Joe Lally, Thomas Rohrer e Coletivo Instituto. Possui três discos solo lançados e mais cinco registros com sua banda Hurtmold (sendo um deles o split CD com o trio de Chicago The Eternals).
Exploding Star Orchestra: percussão, cavaquinho e eletrônicos

Fonte: Fernanda Couto Assessoria de Imprensa

Roscoe e Rob: http://yfrog.com/44roscoe20mitchellrob20maj

Line-up

API Calls